Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades Meu irmão acabou com o jogo Autor(a): Francisco Ramirez Sanchez - Conheça esse autor
História publicada em 21/01/2008
Começo da década de 50. Minha Família morava na Vila Munhoz, meu irmão e eu gostávamos de jogar futebol, só gostávamos, porque bola, que era bom, não tínhamos. Naqueles tempos existia um campo de futebol do Mundo Esportivos FC, que ficava onde é hoje a Rua General Mendes, entre a Avenida Aberto Byington e a Avenida Conceição (naqueles tempos Avenida 4 e Estrada da Conceição), local onde é hoje a Escola Tamandaré.
Toda vez que um jogador chutava uma bola ao gol e a mesma saía pela linha de fundo, a pelota descia barranco abaixo e ia parar onde poucos anos depois foi criado o campo da Portuguesinha.
Vários moleques ficavam assistindo às partidas atrás do gol, e quando passava a bola, um de nós descia correndo para apanhar a bola e devolvê-la ao goleiro.
Em certa ocasião, durante uma partida, o centro-avante deu belo chute que passou por cima do travessão e foi parar barranco abaixo. Coube ao meu irmão ir buscar a bola, o goleiro esperou cinco, dez minutos, meia hora e aí lhe caiu a ficha. Muleque filho da P..., roubou nossa bola. E lá se foram os 22 jogadores mais o juiz (bandeirinhas não tinham).
Eu, que já conhecia os antecedentes do meu irmão, que era conhecido ladrão de laranjas do vizinho e de doces da vitrine do Bar do Maneco, tratei de sair de fininho e ir para casa. Lá chegando, passado algum tempo, vejo meu irmão chegando cansado, suado, mas com uma belíssima bola de capotão debaixo do braço.
Naquele domingo meu irmão acabou com o jogo sem participar da partida.

e-mail do autor: paco.ramirez@uol.com.br E-mail: paco.ramirez@uol.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 09/04/2008 Paco vc me mata de rir.Agora que descobri o site saopaulo...fico o dia inteiro no computador e como trabalho junto com meu filho não aguento mais êle ficar me ¨cobrando¨para trabalhar um pouco.abraços Asciudeme Enviado por Asciudeme Joubert - aj@searaequipamentos..com.br
Publicado em 10/03/2008 Paco, o jogo sempre terminava se o dono da bola estivesse no time que estava perdendo. Punha ele a bola embaixo do braço e dizia:minha mãe esta chamando. Acabava o jogo. Seu irmão devia torcer para o time que estava perdendo. Um abraço. Mirça Enviado por mirça bludeni de pinho - by_laser@yahoo.com.br
Publicado em 23/02/2008 QUE COISA FEIA, FALANDO MAL DO PRÓPRIO IRMÃO.
COM CERTEZA VOCE TAMBÉM USOU A BOLA ROUBADA, PORTANTO, É LADRÃO ASSIM COMO SEU IRMÃO.
Enviado por ODETE SILVA SOUZA - odetefernanda@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »