Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades Juiz torcedor Autor(a): Francisco Ramirez Sanchez - Conheça esse autor
História publicada em 30/01/2008
Final da década de 50. Eu jogava no Guarani FC da Vila Munhoz.
Não tínhamos um grande time, mas duas coisas nos ajudaram a ganhar algumas partidas, o Gasolina, um forte lateral direito, chute fortíssimo, e principalmente um rapaz com apelido de Zé Pinguinha, que acompanhava nosso time e apitava os jogos quando os adversários assim o permitiam.
Certo domingo, o Gasolina faltou ao jogo e durante a partida coube a mim cobrar uma falta, por sorte fiz o gol. No domingo seguinte nova falta e novamente fiz o gol. Minha fama de batedor de faltas começou a crescer.
No outro final de semana jogávamos contra um time da Vila Ede. Claro que o juiz era o Zé Pinguinha. Trinta minutos do 2° tempo e o placar continuava 0x0, repentinamente o juiz inventa uma falta a nosso favor próxima a grande área. Eu já me preparava para cobrar a falta quando o juiz apitou o meio de campo. O adversário não entendeu nada daquilo que estava acontecendo, foram questionar o Zé Pinguinha e ele muito calmamente deu a explicação. O Paquito já fez um gol de falta no domingo retrasado, fez um outro gol no domingo passado, para que perder tempo? Já que ele iria marcar mesmo o gol, antes mesmo de ele bater a falta resolvi dar nova saída.
Bem, nem preciso dizer que a partida não terminou, não é?!

e-mail do autor: paco.ramirez@uol.com.br E-mail: paco.ramirez@uol.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 29/01/2008 Xiiiiiiiii, essa historia, tem que ir para o Buk, sei lá o que! Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 29/01/2008 Vou te contar, Paco, com uma dupla dessa, Gasolina e Zé Pinguinha, mais Paquito pra "riscar o fósforo", nem o time do Corpo de Bombeiro conseguiria debelar as chamas. Eu acho que em todos os jogos, vocês incendiavam os torcedores. Formidável seu texto. Um abraço.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »