Leia as Histórias

Categoria - São Paulo da cultura, gastronomia, lazer e oportunidades Sempre sobrava pro Mengálvio Autor(a): Luizinho Trocate - Conheça esse autor
História publicada em 12/02/2008
Garoto, eu era fã ardoroso do Santos Futebol Clube; hoje, já nem tão garoto, continuo maluco pelo Santos Futebol Clube.
Assim que cheguei em São Paulo, comecei a jogar no infantil de um clube varzeano chamado Alvinegro (até hoje não sei se em homenagem ao Santos ou a "eles", mas tudo bem). Eu jogava com a 8, mas meu sonho era jogar com a 10, como todo menino que iniciava nos meandros do futebol.
No quintal de casa, às vezes sozinho, corria pra lá e pra cá com a bola nos pés, fazendo gols fantásticos, levando ao delírio uma galera imaginária e, nessa fantasia (que hoje meu filho João Victor - santista também maluquinho pelo time - repete), eu completava sempre a equipe mágica do Santos. Era bola com Pelé, Pelé para Edu, Edu para Coutinho, Coutinho recuava para o camisa oito Luizinho, que enchia o pé: Gooooool do Santos!
E o time inteiro - do Gilmar ao Edu - me abraçava, menos o Mengálvio, afinal, o banco tinha sobrado pra ele.

e-mail do autor: luizinhotrocate@hotmail.com E-mail: luizinhotrocate@hotmail.com
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 19/02/2008 Mário Lopomo, Não troquei, e tu, trocaste? Afinal, no século XXI, o alviverde não ganhou nada, é hora de trocar. Se temos jogadores bons nós pomos, se no-lo temos, no-lo pomos. Enviado por Luiz - slramos@bol.com.br
Publicado em 18/02/2008 Pois é Luizinho, de ilusão também se vive. Eu também fui um grande jogador de futebol, escritor, maestro, cantor, pintor, jornalista, milionário, ator, equilibrista, compositor e em tudo me saí bem. Grças a Deus. Aproveitei bem o direito de ter ilusões. Um abraço.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@terra.com.br
Publicado em 18/02/2008 Luizinho, quase todo ano vejo o Edu que jogou no Santos lá em Itanhaem. Como funcionária aposentada do Banco do Brasil, ou sócia da colônia de férias em Itanhaem e todo ano, no aniversário do clube, eles convidam os masters da seleção para um jogo amistoso e depois uma bela chopada. Aí os jogadores tiram fotos, dão autógrafos e tudo mais. O Edu do Santos vai todos os anos, junto a outros veteranos. Até Carece e Chulapa já apareceram por lá uma vez. Zenon, Amaral, Gilberto Costa e tantos outros. Acho muito legal. Eu sou São Paulina, mas meu marido é Santista e já fomos diversas vezes ver o peixe na Vila Belmiro. A primeira vez que vimos Edu em Itanhaem eu é que fui pedir autógrafo a ele para meu marido que tinha vergonha. Na mesma hora ele se levantou e quis ir falar com meu marido e fotografar ao lado dele. Uma simpatia. Aproveite para elogiar aquele jeito craque dele jogar olhando para onde vai chutar e não para a bola como muitos jogadores de hoje, infelizmente fazem.
Para terminar, sonhar, massagear a memória e a imaginação engrandece a alma da gente, pode ter certeza.
abraço
Vera
Enviado por Vera Lúcia de Angelis - deangelisgomes@terra.com.br
Publicado em 17/02/2008 Paco, A musica gol de Baltazar, foi gravada por Elza Larangeira. É de autoria de Alfredo Borba, radialista que falava de musica e quebrava discos ruins. Tambem tinha um programa na TV bandeirantes. A gaiola de Ouro (programa de Calouros). Gol de Baltazar, Gol de Baltazar, salve o cabecinha, um a zero no placar... Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 17/02/2008 Luizinho Trocate. Nos dias de hoje, trocaste de time? Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 15/02/2008 ENTENDO TUA FRUSTAÇÃO. EU, QUE SOU CORINTHIANO, GOSTARIA DE TER SIDO O CARBONE, ARTILHEIRO DE 1952...LEMBRA DA MUSICA?...GOL DO BALTAZAR...GOL DO BALTAZAR.....SALTA O CABECINHA UM A ZERO NO PLACAR.....CARBONE NOSSO ARTILHEIRO ESPETACULAR.....CLAUDIO, LUIZINHO E MARIO.......GOIANO, ROBERTO , IDARIO...HOMERO, OLAVO E GILMAR......OBRIGADO POR ME FAZER LEMBRAR DO FUTEBOL ANOS 50/60 Enviado por FRANCISCO RAMIREZ SANCHEZ - paco.ramirez@uol.com.br
Publicado em 15/02/2008 Luizinho, teve uma época que só dava nois ...O Peixe e o Periquito...o resto...óra o resto era o resto. Enviado por Miguel - misagaxa@terra.com.br
Publicado em 13/02/2008 Prometi outro dia contar a historia do Mengálvio, Luizinho, que é daqui de Santa Catarina, de Laguna.Abraços. Enviado por Clesio de Luca - clesiodeluca@yahoo.com.br
Publicado em 13/02/2008 Clésio, eu também era muito fã do mangálvio. Não é que eu não gostava dele não, apenas o tirava do time nas minhas brincadeiras porque era o que menos fazia gols. Enviado por Luiz - luizinhotrocate@hotmail.com
Publicado em 13/02/2008 Aquele timaço do santos,começou em 1954. Com o time de aspirantes que tinha, Pepe, Del Vechio, Alvaro, Ramiro,Urubatão, Que juntamente com alguns veteranos, como Manga, Helvio, Tite, Ivam, Nicacio, Alfredinho. Depois, veio Pagão da Portuguesa Santista, surpreenderam a todos em 1955, sendo campeões daquele ano, derrotando no jogo final o Taubaté por 2x1, com gol da vitoria de pepe. Em 1956 já com jair Rosa Pinto, o Santos foi bi campeão. Em 1957, vi Pele (ainda desconhecido)fazer seu primeiro jogo no parque antartica quando o Santos venceu o Palmeiras por 3x0. Ai ninguem mais segurou aquele timaço. Eu palmeirense ia a todos os jogos do Santos aqui em São Paulo.Vi grandes goleadas.7 a 3 no meu palmeiras, 1959. Mas o que me deixou mais alegre foi aquele 7 a 4 no Corinthians em 1964. Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »