Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Sanduíche de lingüiça Autor(a): Adelmo Vidal - Conheça esse autor
História publicada em 19/05/2008

Não sei se tinha outro nome. Eu a conhecia como a Casa dos Dois Porquinhos. Na ladeira da São João, embaixo do prédio Martinelli,
ao lado do Foto Léo, entre a Libero Badaró e a São Bento. Quantas vezes passei por ali e não resisti ao aroma que saía daquele pequeno estabelecimento? Porque será que a lingüiça de antigamente era mais gostosa do que as de hoje? Parafraseando o escritor: mudou a lingüiça ou mudei eu?

e-mail do autor: adelmovidal@uol.com.br

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 22/08/2010 Prezado Adelmo Vidal. Que curiosa a sua história. Tenho EXATAMENTE a mesma lembrança da Casa dos Dois Porquinhos puxando uma fieira de linguiças - em néon. Isto foi em 1950 - eu tinha então 11 anos e me lembro muito bem dos preços: 1 cruzeiro o sanduiche de salsicha (que era de uma ótima qualidade) e 1,50 cruzeiros o de linguiça, de sabor inesquecível. Havia também sanduiche de "chouriço de sangue" e linguiça calabresa cujo cheiro de erva doce emanava naquela ladeirinha da Avenida S João. Enviado por Jean Flexor - flexor@on.br
Publicado em 05/08/2010 Putz !!!! Tenho 35 anos e me lembro que muito garotinho minha mãe me levava na casa Califórnia, tenho na memória até hoje do aroma e gosto daquela linguiça acompanhados de suco de caju ou Tamarindo.
Abraços
Enviado por Sandro - ftsandro@terra.com.br
Publicado em 21/05/2010 era o mappin e a casa california bons tempos Enviado por ailton - familiasilva44@hotmail.com.br
Publicado em 25/11/2009 Grande Adelmo. Eu também gostava daquele sanduiche de linguiça. Mas que saudades. Enviado por Grande Adelmo. - pelorza@terra.com.br
Publicado em 29/04/2009 Pois é, Adelmo.
Mudou a linguiça.
Saiba você que aquela linguiça calabresa curada que cheirava bem e se podia comer crua, como salame, não existe mais (pelo menos para o consumidor comum)
As linguiças curadas, paio, mortadelas e outras atualmente são feitas com uma grande proporção de restos de galinha, aqueles que não se davam nem para o cachorro.
Você ficaria pasmo em saber o que colocam lá dentro com o nome de "Carne de aves mecanicamente separada", leia na embalagem.
Enviado por Pinduca - fora@safados.com.br
Publicado em 28/12/2008 adelmo muito bem lembrado dos dois porquinhos, o filho de um dos donos montou nos anos 70, a padaria pao divino na rua da consolaçao o alcindo. e nos comentavamos do delicioso sanduba de salsicha que delicia, bom e barato. um abraço. Enviado por joao claudio capasso - jccapasso@hotmail.com
Publicado em 28/12/2008 adelmo muito bem lembrado dos dois porquinhos, o filho de um dos donos montou nos anos 70, a padaria pao divino na rua da consolaçao o alcindo. e nos comentavamos do delicioso sanduba de salsicha que delicia, bom e barato. um abraço. Enviado por joao claudio capasso - jccapasso@hotmail.com
Publicado em 12/11/2008 Sobre o assunto "sanduiche de linguiça", me recordo da Casa Califórnia que ficava alí na R. São Bento quase esquina com a R. Direita. Lá se comia um delicioso lanche feito com linguiça vinda da cidade de Bragança Paulista. Esse comércio era bem tradicional e passava de pai para filho. Nessa época eu trabalhava de office boy, em 1975 e ao invés de fazer a entrega urgente de táxi(o patrão pagava o táxi),eu ia de ônibus que era mais barato, assim pegava a diferença do dinheiro e o gastava no fliperama e também na casa Califónia comendo aquêle lanchinho suculento. Ainda esses dias fui ao centro da cidade e fiquei triste ao observar que não existe mais a casa Califórnia, a R. São Bento ficou sem graça, foi uma pena. Um abraço. Enviado por Edison Silva - edisonsilva@sabesp.com.br
Publicado em 19/06/2008 Caro Adelmo, ainda hoje sinto o aroma dos sanduiches de salsicha ou de calabreza da Casa dos Dois Porquinhos, na minha época de ofice-boy eu ia entregar borderôs de cobrança no Banco da America (o gerente encarregado era o Snr. Meira), e na volta costumava saborear um sanduiche, bons tempos aqueles. Abraços, Leonello Tesser (Nelinho).- Enviado por Leonello Tesser (Nelinho) - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 26/05/2008 Na minha faixa etária pelo menos, não ha quem não se lembre dos dois porquinhos de neon azul, brigando por uma salsicha. Como disse o Saindeberg brigaram durante anos por aquela salsicha, hoje só saudades!!!!!.
Mais do válida a lembrança.
abraços. carlaortt@bol.com.br
Enviado por Carlos Roberto Teixeira Trindade - carlaortt@bol.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »