Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Ipiranga, uma cidade dentro de São Paulo Autor(a): Arlindo-Ligeirinho-Ribeiro - Conheça esse autor
História publicada em 18/11/2008

No sábado passado estive na Rua Silva Bueno, Ipiranga, conversando com meu amigo Luiz Dias, que foi proprietário dos jornais "O Grito" e "TaQuí", quando me mostrou um recorte de jornal de um artigo de minha autoria. Como ele está lançando um novo jornal, "Silva Bueno News", perguntou se poderia publicar. Confesso que nem lembrava mais daquele artigo. Resolvi reler e confesso que nem acreditei que aquele texto saiu da minha cabeça. Isso ocorreu há quase dez anos. Por considerar que o tema é atual, tomo a liberdade de exibi-lo aqui, para que os leitores do São Paulo Minha Cidade possam fazer uma avaliação mais criteriosa. Uma coisa posso garantir: tudo o que narrei abaixo é a mais pura realidade. No mais, boa leitura:

"Bairro do Ipiranga. Nem parece um bairro. Parece mais uma cidade incrustada nessa megalópole mundialmente conhecida pelos seus contrastes. Uma daquelas cidades do interior que tem seu prefeito, vereadores, juiz, promotor, delegado de polícia, unidade da Polícia Militar e por aí afora.

Bairro-Cidade que tem uma população formada. Onde todos se conhecem, independente de classe social ou econômica. Onde os empresários e prestadores de serviços se reúnem para a discussão dos problemas que afetam a localidade.

Uma cidade que tem sua vida social organizada, com clubes tradicionais, espaços para atividades culturais, esportivas e de lazer. De seus cinemas das décadas de 40 e 50, hoje fechados ou destruídos. Ipiranga-Cidade de seus shoppings, de suas importantes rodovias Anchieta e Imigrantes.

Bairro-Cidade onde rotarianos e leões (do Lions Clube) se encontram periodicamente dentro do lema: "Dar de si sem pensar em si". Das entidades filantrópicas defensoras dos reais interesses daqueles que sofrem.

Ipiranga, Bairro-Cidade, cuja população é solidária e está sempre pronta para ajudar no que der e vier, dentro do preceito: "Fora da caridade, não há salvação", graças aos ensinamentos emanados de diversos templos religiosos, não importando se católicos, protestantes ou espíritas. Das maçonarias e seus trabalhos milenares. Das escolas públicas e particulares. Das universidades, sempre preocupadas na formação do cidadão do amanhã.

Ipiranga-Cidade, criada pelos colonizadores e abençoada pelos jesuítas. Uma comuna deitada eternamente em berço esplêndido, palco de um grito heróico e retumbante às margens plácidas de um riacho com suas águas cristalinas. Hoje não tão cristalinas assim, mas que continuam sendo o símbolo da nossa independência. Grande Ipiranga, que em seu seio resplandece sua pujança e seu poderio.

Ipiranga-Cidade um fenômeno dessa Selva de Pedra com a mistura de raças, credos, idades, grupos sócio-econômicos e ideologias políticas. De suas fábricas que produziam de tudo e hoje estão derrubando as chaminés e substituindo por imponentes prédios residenciais ou comerciais.

Ipiranga-Cidade, dos sorrisos das suas crianças e da juventude varonil. Dos velhinhos e velhinhas que aqui viveram, formaram famílias e hoje se sentem orgulhosos em comentar feitos do passado, em casa, nas praças floridas e verdejantes ou nos grupos da terceira idade.

Bairro-Cidade das históricas mansões que abrigaram os barões do café e os comendadores que aqui instalaram inúmeras e importantes indústrias, empregando milhares e milhares de pessoas. Dos seus monumentos, onde descansa em paz o grande personagem da independência brasileira. Dos museus com seus ricos e inestimáveis acervos culturais e artísticos.

Ipiranga-Cidade, de seus 424 anos de existência. Quatro séculos de muitas lutas e conquistas. Bairro dos que já se foram e não voltam mais. Dos que aqui continuam te adorando como sua terra-mãe.

Ah... Ipiranga-Cidade... Quiçá pudesse descrever em prosa ou em verso tudo de bom que tens. Mas sairia um dicionário. Uma Bíblia. Assim, nessas mal traçadas linhas, presto aqui a minha singela homenagem e me reverencio a todos que a construíram e aos que a mantém impávida".

e-mail do autor: arlindoligeirinho@itelefonica.com.br

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 18/11/2009 Sr. Arlindo, realmente o Ipiranga é tudo isso. Trabalhei na Probel até 1989, (r. Silva Bueno com Sorocabanos), e tudo no bairro era encantador, inclusive a empresa. Niderce Enviado por Niderce Teresa - niderceteresa@bol.com.br
Publicado em 01/02/2009 Realmente o Ipiranga é uma bairro com cara de cidade do interior. Fico um pouco chateada de ver a Rua Silva Bueno se transformar num camelódromo e se encontrar num estado tão destruidor, sem gerenciamento ou qualquer organização. Mas apesar de ser uma casa bem grande é ao mesmo tempo acolhedora e encancatadora com suas arvores imensas e ruas largas. Enviado por Rita de Cassia Almeida - rita2175@terra.com.br
Publicado em 28/11/2008 Arlindo, que beleza! Meus parabéns! Frequentei muito o bairro do Ipiranga na minha juventude, visitando os parentes do lado do meu pai. Ali, na rua Cipriano Barata e tambémn, mais tade, na rua Silva Bueno. Teho uma imensa admiração pelo bairro, pelas ruas e fávbricas - como as Linhas Corrente - que lembram o começo do século XX e pretendo dar uma boa volta ao bairro nas minhas próximas férias em dezembro . Quero comprar um exemplar do Silva Bueno News, com muito prazer. Um grande abraço, Vera Moratta. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 24/11/2008 Texto incrível, principalmente pelo poder de transmitir sensações com palavras. Nosso bairro é mesmo tudo isso. Parabéns por colocar o sentimento de todos os ipiranguistas em um único texto. Abraço Igor Enviado por Igor Nitsch - igornitsch@hotmail.com
Publicado em 24/11/2008 Ligeiro. Mês passado fui ao bairro do Ipiranga, num evento do Carinhoso. Ao passar pelo monumento não me contive,desci e tirei fotos dos dragões, e do lindo pavilhão verde amarelo azul e branco, esvoaçando no novo mastro. O Ipiramga é um bairro que me atrai. Enviado por Mário Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 18/11/2008 O Ipiranga realmente é um bairro especial... Trabalhei no bairro na década de setenta e o bairro mereceria ser tombado e não ser arrasado pela ganância imobiliaria... Enviado por Pedro Galuchi - plugal01@gmail.com
Publicado em 18/11/2008 Arlindo pouco conheço do Ipiranga. Fiquei curioso e prometo que visitarei o bairro para melhor conhecê-lo, pois estou à procura de um novo local para morar.
Grande abraço e parabéns pelo ótimo texto.
Falcon
Enviado por Marcos Falcon - marcosfalcon@uol.com.br
Publicado em 17/11/2008 Você tinha razão, Arlindo. São Paulo não é uma só cidade; são muitas. Enviado por Luiz Simões - saidenberg@ajato.com.br
Publicado em 17/11/2008 Arlindo, que grande homenagem ao Ipiranga! Um bairro cidade tão bem organizado e de infra estrutura condensada, já pode se candidatar para ganhar o titulo de "Cidade Ipiranga".Parabéns pelo seu texto e um abraço. Enviado por margarida p peramezza - peramezza@ajato.com.br
Publicado em 17/11/2008 Arlindo !
Homenagem mais do que justa ao Ipiranga.Já trabalhei por lá.É isso mesmo.Exatamente isso tudo.Parabèns
Enviado por JOSÉ PIACSEK NETO - bubapiacsek@yahoo.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »