Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares A cova das serpentes Autor(a): Luiz Simões Saidenberg - Conheça esse autor
História publicada em 10/02/2009

Demorei a conhecer o Butantã. Eu o havia visto, em criança, numa foto, talvez de uma coleção de figurinhas, com o serpentário cheio daqueles curiosos "cupins" de cimento, e achei muito interessante. Mas, mesmo morando em São Paulo, passou-se bom tempo até que resolvesse visitar o lugar. Provavelmente por não ter ainda carro.

Lembro-me certa vez em que fomos visitar meu irmão, que então morava no Jardim Bonfiglioli. Na volta, já noite, não sei por que o ônibus veio por dentro do Butantã, saindo pela Cidade Universitária. Passou pelo serpentário, pela aléia central... Não deu para ver quase nada, mas não esqueço a ocasião.

Quando finalmente o visitei, fiquei apaixonado. Um dos mais belos e íntegros parques de São Paulo, com suas construções antigas mantidas, monumentais prédios como não se fazem mais. A casa sede da Fazenda Butantã, onde tudo começou, baixa e colonial, ainda com raspador de lama e argolas para prender cavalos à porta.

O museu, que em meio às diversas espécies de cobras, algumas delas gigantescas sucuris, sapos, aranhas e escorpiões, mantinha - não sei se está lá até hoje - um boião com um pé necrosado, vítima de terrível picada.

Certa vez levei lá minha filha pequenina, teria seus três anos. Quando deparamos com ao horrível frasco, disfarcei e puxei-a para longe. De nada adiantou: chegando em casa, pôs-se a desenhar, artista precoce que era, um vidro com um pé dentro.

- Que é isto, filhinha?

- Pé fedido!

Com criança, não tem mesmo jeito...

Mas falava da beleza e relativa tranquilidade do local, coisa difícil de encontrar numa cidade em que tudo vira megaevento, e foco de multidões.

Não ali, pode-se ainda andar tranquilamente e sem cuidados. A escadaria de um de seus edifícios neoclássicos, com vasos, já centenários, com cabeças de bois, cães, cavalos, porcos... Sua aléia central, hoje, um domingo especialmente belo, com as quaresmeiras espantosamente floridas, em vários tons de roxo e rosa.

Ali perto, o museu com as antigas cavalariças, os coxos, as salas com os velhos móveis e instrumentos de pesquisa, feitos artesanalmente. Tudo ali, como se Vital Brasil em pessoa ainda trabalhasse. Mas o Butantã não fica na nostalgia, é um dos mais importantes institutos de pesquisas biológicas do mundo.

O macacário, que sempre achei meio deprimente, estava fechado para reformas. Espero mesmo que os pobres Rhesus consigam ter um lugar condigno com sua nobreza, pois afinal fazemos parte da sua árvore genealógica, onde eles ainda macaqueiam.

Quando quero ter natureza, próxima, agradável e propícia à meditação, é ao Butantã que vou, não ao Ibirapuera nem à Aclimação. Menos ainda ao Villa-Lobos.

Equivale a uma volta ao passado, mas um passado bom, digno, e eficiente... uma São Paulo que ainda é o que sempre deveria ter sido.

e-mail do autor: saidenberg@ajato.com.br

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 14/02/2009 Caro, Luiz, tenho que confessar: nunca tive coragem de visitar o Butantã. Muitas vezes estive perto e me cobrei de um dia visitar e nada. Deve ser pela aversão `s cobras, aranhas, escorpiões. Nem precisa dizer que agora você nos presenteou com muitos motivos e incentivos para ir, não? Abraço e parabéns. Vera Enviado por Vera Lúcia de Angelis - deangelisgomes@terra.com.br
Publicado em 10/02/2009 Caro Saidenberg, como sempre um belo relato. Parece que a arte de desenhar é de família mesmo.( Saidenberg é um grande artista na arte) Um grande abraço. Enviado por asciudeme joubert - asciudeme@ig.com.br
Publicado em 10/02/2009 Fui ao Butantã (parque das cobras)já muitos anos. Está na hora de voltar lá. É o que fazer em pouco tempo. Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 10/02/2009 Saidenberg, a atração que o Butantã exerce nas pessoas, não tem esplicação porém, se vc. que mora um pouco distante do Instituto, veio vizita-lo, eu que moro a 6 quilometros de distância, (vc. sabe, quando da carona...) fui ao Butantã. uma única vez, há 30 anos atraz. Apaixonante relato, Luiz, um passeio maravilhoso. Parabens.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@terra.com.br
Publicado em 10/02/2009 Frequentei o Butatan poucas vezes em algumas excursoes de escola, pois morava na zona norte e ficava um pouco distante. Boa dica, que como vc disse,pela integridade das construcoes antigas, da pra curtir um pouco do passado de Sao Paulo no presente. Enviado por Etel - ebussbuss@gmail.com
Publicado em 10/02/2009 Saidenberg,como estou afastada de São Paulo,fico muito feliz em saber do cuidado que as autoridades municipais tem ao manter esse lugar aprazivel.
Obrigada por todas essas informações.
Um abração
Enviado por Bernadete P Souza - bernadete.pedroso@norwan.com.br
Publicado em 10/02/2009 Saidenberg confesso que nunca fui lá. Tenho horror a cobras,porém depois de ler seu texto vou programar uma visita.
grande abraço
Falcon
Enviado por Marcos Falcon - marcosfalcon@uol.com.br
Publicado em 10/02/2009 Linda narrativa Luiz. Me senti passeando por aquelas alamedas. Outro lugar agradavel de se visitar, na busca de momentos de calmaria, é o Parque Fernando Costa (Agua Branca). Tambem muito bem conservado e com construções caracteristicas. Enviado por Miguel - misagaxa@terra.com.br
Publicado em 10/02/2009 Muito obrigado, minha gente.É uma alegria repartir essas historias com vocês, que são cobras no assunto. Então, dá-lhe Butantã ! Enviado por Luiz Simõess - saidenberg@ajato.com.br
Publicado em 09/02/2009 Saidenberg, realmente o parque é lindo e calmo, levei varias vezes meu alunos para visitação. Parabens pelo seu texto que n nos deixa esquecer de quantas coisas lindas e boas temos em Sampa.Um beijo. Enviado por margarida p peramezza - peramezza@ajato.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »