Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Piqueri - Um dia chamou-se Itaiaú Autor(a): Walter Bueno de Abreu - Conheça esse autor
História publicada em 29/07/2009
Itaiaú, formada hoje por aproximadamente cinco mil moradores, com aproximadamente quinhentas residências, localizada junto à estação férrea do Piqueri, lado direito para quem vai a Pirituba, surgiu em meados anos vinte, composta por trabalhadores da EFSJ, Frig. Armour, Anderson Clayton (ACCO), Rações Socil, Sofunge, Campos Salles, CMTC, E. A. Ônibus Moinho Velho do Sr. Natale Quilicci, Light, Forsul, Móveis Onda, Refinação de Milho Brasil-Maizena, Lambretta-Pasco etc. etc., onde viviam portugueses, italianos, húngaros, espanhóis, russos, tchecoslovacos, japoneses e seus descendentes, de repente virou Piqueri.

Éramos felizes e não sabíamos.

e-mail do autor: walterbuenoabreu@hotmail.com
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 03/02/2012 Quem nao se lembra da casa do dentista assim falavamos, era um casão enorme onde morava uma familia de posses que tinha ali como casa de campo, situada entre a casa do Sr João Vantulac, pai do Piste, e a casa do Sr Jose Sirvino que era pai de Dona Lourdes ou Sogro do Zé Leiteiro, hoje o Moacir da Ocina mecanica comprou e derrubou tudo para fazer outra mas nao tem mais nada. Enviado por walter bueno de abreul - walterbueno@hotmail.com.br
Publicado em 14/11/2011 È gente, tinhamos o previlegio de receber em nossas casas, o pao, o leite, a verdura, o peixe, o doce eo sorvete, o quebra-queixo, quem nao se lembra do baiano que dizia:oia a cocaca a cocada a cocada boa;e o vendedor de carne Sr, Joanin tocando a corneta, o Mane peixeiro, Zezinho verdureiro, o seu Vieira carvoeiro, quem se lembra . Enviado por Walter Bueno de Abreu - walterbueno@hotmail.com.br
Publicado em 23/05/2010 eita...que memória heim..
só faltou cic. rg. e tipo sanguíneo..
Parabéns Walter..
Ah..por aquelas bandas, tinha um posto de saúde, que teve o privilégio de cuidar do caso das trigêmeas, que virou manchete de jornal..., pertenciam a horada família Bueno de Abreu..
Essas gêmeas, completaram o número de 09 irmãos, hoje bem situados, dois quais o Sr. Walter, tem a honrosa posição de um dos mais velhos...
Gostei muito Walter...
Enviado por marcia - marciaesdras@gmail.com
Publicado em 30/03/2010 Vila Itaiaú, quer dizer grande pedra, e essa pedra situava na Rua Maria Zelia defronte a casa de meu avô, Sr João de Abreu, e ela tomava quase metade da rua e foi implodida em 1959, junto a casa do Sr Eduardo Valente, pai do Diamantino ,Tonico,Zequinha, filhos de Dna Maria Valente, e logo abaixo residia o Jose Madeira dono do Bar Madeira que era sobrinho de meu Avô. Grande Bar Madeira que começou no predio do Sr Stanislau, na R Pedro Bonilha bem enfrente á R.Maria Zelia onde era o ponto do Onibus, depois ele comprou o terreno defronte, onde construiu seu Bar, depois vendeu para o Duquinha que depois vendeu ao João L de Campos, domo do mercadinho enfrente. Tinha o nosso Bar, na esq da Pedro Bonilha x Silvio Bonilha. Enviado por walter bueno de abreu - walterbuenoabreu@hotmail.com
Publicado em 30/10/2009 Nasci no Moinho Velho, muito bom ler alguém comentando sobre Piqueri, Itaiaú,Vila Bonilha Campo do São Bento. Fui algumas vezes quando o Moinho Velho ia jogar futebol lá. Parabéns Walter pelo relato. Um abraço. Eduardo de Mello Enviado por Eduardo de Mello - mellodemello@uol.com.br
Publicado em 11/10/2009 É realmente éramos felizes e não sabíamos, ou ao contrário!, hoje sou mais,feliz que antes, alguns anos atras, certa vagaba, foram para cama os dois, e tasquei o pé na b. dele.HJE Q. SOU FELIZ DE VERDADE. Enviado por maria - maria_guimaraes02@hotmail.com
Publicado em 09/09/2009 Walter, muito bem lembrado o Bar Madeira, esquina da avenida com a rua que descia para a sub-estação do Itaiaú. Tomei muito RABO DE GALO naquele recinto. Abraços. Enviado por Milton Guerzoni - miltonguerzoni@terra.com.br
Publicado em 20/08/2009 Sr Artur, tinhamos a chacara do Sr Amadeu e Nicolau, onde hoje é o GEPGSilvio Antunes Xavier, o campo do Sao Bento hoje é o Conj Residencial de Predios, e o campo agora esta ao lado do Sup Merc Pastorinho onde era nos anos 50\60 a favela onde tinha uma ponte que atravessava para a vila A o nastacio dando continuidade a Av Raimundo P Magalhães que termina junto ao Quartel do Exercito e onde era o campo do Vaticano, hoje é Mafersa. Enviado por walter bueno - walterbuenoabreu@hotmail.com
Publicado em 20/08/2009 Amigos, gostaria de dizer que fui fundador da Padaria Marcial da R Pedro Bonilha x Maria Zelia,proprietario Sr Antonio Da Lonzo,e o Neco, dna Mercia, trabalhava o Pestana no balcão,Pelezinho, Toninho portugues,Eu, Sr Olavo grande padeiro e confeiteiro, isso tudo em 1962. Tinha a fabrica de baterias Pinguin dos irmãos RONCON,a farmacia do Sr Toninho que depois veio o lembrVitório, açougue do Sr Manoel que depois veio o Célio, a Venda do Sr João, o bar Madeira que depois veio o Duquinha,lembre-se. Enviado por walterbueno - walterbuenoabreu@hotmail.com
Publicado em 20/08/2009 Vila Itaiaú Piqueri, R Salvador Sala tinha o bar do Sr Florencio, depois veio o Sr Gato, farmacia do Sr Mario,Venda da Concheta que depois veio o Sr Belini ,no qual trabalhei la tambem, barbearia do Sr João onde o Orora começou a trabalhar nos anos 50 60,Nosso Bar na esq das R Silvio Bonilha x Pedro Bonilha, quem se lembra do Castelinho onde morava o Pedrinho verdureiro,Venda do Ambrozio, depois veio o Ramon,Bar do Celio da Maria Zelia que depois veio os Irm Valentes,venda do Brambila da R . Enviado por walterbuenoabreu - walterbuenoabreu@hotmail.com
« Anterior 1 2 Próxima »