Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Futebol Dente de Leite - Meninos eu vi Autor(a): Paulo Henrique Zandor - Conheça esse autor
História publicada em 15/10/2010
Quem tem entre 50 e 60 anos ou mais, com certeza se lembra do Futebol Dente de Leite da TV Tupi, organizado por Roberto Petri, Ely Coimbra e Sergio Baklanos. As manhãs de sábado eram repletas de emoções para os seis times que se revezavam em dois tempos de 15 minutos no Campo do Nacional, o Nicolau Alayon, que deve até hoje deve ter como recorde de público o jogo final entre Nacional e São Paulo, vencido pelo primeiro.

Eram cerca de 16 times, que jogaram um único turno todos contra todos. Os times representavam os quatro cantos da cidade e cada time revelou muita gente boa de bola. Muricy Ramalho, o maior de todos. O São Paulo que foi a grande sensação tinha um timaço e seu ataque (Waltinho, Muricy, Colonese, Ministro e Vitor Hugo) ainda é tão lembrado como o ataque do Grande Santos Futebol Clube (Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe).

O Clube Atlético Ypiranga, tinha Mug, Armandinho, Renatinho, Stela, Albertinho. O Pinheiro tinha um meio esquerda sensacional que driblava para frente, chamado Marcelo Vella, e também tinha Bittencourt de volante e fechando o meio de campo, um tal de Caneco (que é ninguém menos do que o ator Marcos Frota, ex-marido da Carolina Dieckmann). O Penha, tinha um meia baixinho e habilidoso de nome Biquinha, que depois jogou na Portuguesa e no Palmeiras, e um centro avante negro forte que era conhecido como Linha.

O Matarazzo tinha Walquir na ponta-direita, Primo Pompílio na lateral esquerda, Feijão na meia-direita, Cuca, centro-avante implacável e goleador e Mosca, médio volante, pegador que sabia sair para o jogo e que juntamente com Primo foi jogar no São Paulo. O Brasil da Pompéia, revelou Amaury que jogou profissionalmente pelo Corinthians e que cruzava as bolas para o centroavante Betão, alto e que lembrava muito pelo estilo de jogar o Ferreti do Botafogo do Rio. O Juventus tinha no gol Zé Carlos, que foi um dos goleiros do Dente de Leite que chegou à Seleção Brasileira Juvenil (o outro foi Mateus do Banespa e anos mais tarde, o Barbirotto do São Paulo) tinha ainda Sidney Papel na zaga central, Bizi um lateral esquerdo que caiu na graça do Rei Pelé (acho que o Pelé começou a dar fora aqui), Berto, outro centroavante goleador, mas que fazia um estilo mais clássico. Tinha o Esquerdinha, que jogava com a 10 e depois fez carreira e sucesso na Portuguesa e o primeiro Dentinho, que foi jogar no Botafogo do Rio de Janeiro como Rubens Nicola.

O próprio Nacional que foi campeão tinha entre outros, Toninho Vanusa, como seu destaque e que tinha este apelido em alusão a sua loira cabeleira e pelo fato da cantora Vanusa estar no auge (naquele tempo ela devia cantar sem errar o Hino Nacional), tinha Monga, o autor do gol do título de 1969 e mais, Ademir, Bió, Osmar, Mário Perez entre outros.

A Zona Sul era representada pelo E.C. Banespa que revelou entre outro Mateus (goleiro e que foi o primeiro a ser convocado para uma seleção brasileira de juvenil, naquele tempo ainda não se usava a expressão juniores) e que foi campeão no Chile juntamente com Muricy (ambos no caso já jogando pelo SPFC), tinha ainda um lateral direito fantástico, Laerte e um zagueiro central que saia jogando como só vi Luiz Pereira fazer, de nome Alcides (outro que jogou no SPFC), na reserva deste time tinha nada mais nada menos do que José Sergio Presti, depois anos mais tarde arrebentou no profissional sendo conhecido como Zé Sergio (São Paulo, Santos, Seleção Brasileira), tinha ainda Paulo Barbosa, meio direita cheio de raça, que depois jogou no Juventus. No Banespa ainda jogavam Paulo Sérgio, que jogou no SPFC também, e dois loirinhos no meio de campo LaSelva, o das livrarias LaSelva, e Paulo Roberto, que hoje mora em Londres e foi durante muito tempo Editor Executivo da Revista Exame da Abril.

Representando a zona central tínhamos o São Vito do Brás, que revelou Tostão, outro que também formou no SPFC (vocês reparam que estou falando de vários jogadores que depois formaram nos juvenis do SPFC. Vou contar numa próxima ocasião, a história do maior time infanto-juvenil que eu já vi jogar na minha vida, o SPFC de 1970 a 1973). A Portuguesa tinha um bom goleiro, Arnaldo, assim como o Clube de Regatas Tietê, o Marco Antonio.

Dava gosto acordar cedo, pegar primeiro o bonde, depois um ônibus até o centro e depois outro até a Lapa para assistir ao vivo os jogos do Dente de Leite. Principalmente quando o SPFC jogava, pois era sinal de casa cheia, com a torcida uniformizada do Senhor Silva (ah, quanta saudade daquele tempo em que torcida ia aos campos para torcer) e a famosa charanga são-paulina.

Estes "meninos" estão e ficarão para sempre na minha retina, pois dava gosto de vê-los jogar. O lema daquela turma era Bom de Bola, Bom de Escola. Dá tristeza ver hoje nossos pseudos craques esnobarem a torcida, derrubar técnicos e por ai vai. Por isto, quem viveu aquela época há de concordar comigo, quanta saudade...

Meninos, eu vi...

E-mail: idrzandor@ig.com.br E-mail: idrzandor@ig.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 21/01/2013 Sou marquinhos joguei no meio de campo do Brasil da Pompéia e no Corinthians, gostaria de saber se tem reportagem, para lembra dos velhos tempos, se tiver favor me enviar. Fiz um gol do meio de campo na partida contra o Ypiranga, o goleiro era o maior da competição e pelo Corinthians joguei com Nobre, Genildo, Amauri o técnico era o Cabeção. Aos amigos favor entrar em contato (31)9807-0703. Se tiver me mande a escalação do Brasil da Pompeia e do primeriro time do Corinthians Enviado por marcos jorge francisco - marcosjorgefrancisco@yahoo.com.br
Publicado em 20/01/2013 Fui goleiro do Matarazzo por alguns anos e joguei com Cuca Walquir, Mosca Tostão, Rafael, King etc, etc.
Disputei alguns campeonatos pelo Matarazzo, e cheguei a jogar no Estádio do Nacional nas manhas de Sábado.
Gostaria de reencontrar aquela o pessoal dessa época para matar a saudade e relembrar as viagens com o caminhão preparado para transportar os atletas até os locais dos jogos.
Abraços e fiquei mt emocionado e feliz em encontrar esse site.
Enviado por Deoclides Neto - deoneto4@gmail.com
Publicado em 11/01/2013 Que descoberta maravilhosa esta.Ia com meu pai na decada de 70 assistir o torneio dente de leite todos os sabados.Moravamos na Lapa e iamos a pé ao campo do Nacional.Haviam craques em todas as equipes.Lembro do Colonezi,Vitor Hugo,Monga,Pedrinho,Genildo,Ministro,Mug,Albasete,Lincon,Decio,Valtinho e outros que não recordo o nome.Era o autentico futebol arte que hoje esta em falta.Deveriam voltar com esse tipo de campeonato e televisionado. Enviado por evandro luis couto de azevedo - coutoazevedo@yahoo.com
Publicado em 20/12/2012 Nossa, foi muito gratificante ler este artigo e comentarios. Foi como entrar no Tunel do Tempo. Tambem tenho a minha historinha. Eu e varios amigos de bairro e Escola, fizemos parte das peneiras do Corinthians. Semanalmente eram centenas de garatos. Num dos treinos aparece o lateral recem contratado Ze Maria e apresenta seu sobrinho ao treinador Cabeçao. O menino com chuteira novinha (usavamnos kichute) entrou no meu lugar.Ele era horrivelmente grosso, fui reclamar e Cabeção me dispensou. Enviado por mario - giusti@norfil.com.br
Publicado em 12/12/2012 Muito, muio feliz em reviver momentos relatados nos comentarios, pois buscava isso a um tempo, e hoje (12/12/12) voltei nos meus anos de guri.
>>Participei do 1. e 2. Campeonato Dente de Leite-DEFE - Sao Paulo..
>>Defendia o Time Bolas Olimpicas (Clube Esportivo da Penha)..nosso uniforme..igual da seleção brasileira...
>>GOSTARIA DE REUNIR comentarios dessa época, pois tenhos alguns artigos de jornais, e queria ter mais...Tenho medalhas...
>>Nosso elenco foi o Vice-Campeao do 1.Campeonato-DEFE..e o campeao foi Meninos de Rudge Ramos.
>>Nossa viagem, que me lembro foi linda, inesquecivel, jogamos ate no Paraguai na época..

Amigos..entre outras...QUERO DEIXAR UMA HOMENAGEM AO MEU ETERNO TREINADOR...SR. ARGEMIRO RODRIGUES, AO MACUCO NOSSO MASSAGISTA, AO GIBA (NOSSO SEGURANÇA)...SR ARGEMIRO JÁ NAO SE ENCONTRA MAIS CONOSCO...

Gostaria de mais alguem da época, para assim compartilhar-mos e montar um album...

Aguardo contatos....pelo email...ayrhumbertosiqueira@gmail.com

Saude, Sucessos a todos...e Viva São Paulo..
Enviado por Ayr Humberto de Siqueira - ayrhumbertosiqueira@gmail.com
Publicado em 04/11/2012 Olá amigos boleiros e ex boleiros!
Sou o Helinho, ponta esquerda do time dente de leite do SPFC de 1971 e 1972.
Disputei o segundo campeonato Paulista Dente de Leite pelo Esportivo da Penha.
Depois de ter passado 3 meses de testes no Foguinho da Vila Manchester (Vila Carrão) fui vendido ao Esportivo da Penha por jogos de camisas, meias e calções.....KKKKKK verdade!
Passei um ano jogando abaixo do que podia nesse clube, mesmo assim me mantive jogando entre os titulares e despertei o interesse do SPFC, que iria disputar o “Robertinho “. Nem pensei! Troquei a Penha pelo Morumbi, onde moro há 30 anos.
O Roberto Gomes Pedrosa era o campeonato brasileiro na época.
Para não fazer injustiça, vou citar alguns nomes que me lembro de cada time desses que passei, menos no Foguinho, por que fiquei pouco tempo e é o mais antigo de todos.
No Esportivo da Penha, goleiro era o Pirata ou era Gato? O cara era muito bom e quem sabe e lembra, ele tinha um único olho, o outro era de vidro, grande cara!
Lateral era o Paraguaio, que foi comigo para o SPFC, mas não ficou. Tinha também o Pelézinho, o centroavante era o Flavio Delfino, que todos achavam que era meu irmão e já estourando a idade o Biquinha, Airton.
No SPFC, tem muita estória, por que na época viajávamos de ônibus com mais um time. Imaginem! Por duas vezes viajamos ao lado do Corinthians e ficávamos no mesmo hotel.
Nesse Campeonato o SPFC era dirigido pelo Sr Aldo, e o time era esse:
Fernando (goleiro), Fausto (ex Santos), Ribas, Amilcar ou Jorge, Manguinha, Alceu (ex Santos), Marcelo Vella (melhor meia esquerda que vi jogar na época), Valtinho (Caveira), Colonezi , Helinho. Esse time perdeu um único jogo no torneio e ficou fora da Final.
Só para esclarecimento, o Vitor Hugo só disputou o primeiro campeonato em 1969 e que tinha no ataque também Valtinho e Colonezi. Tive a missão de substituir o Vitinho (Vitor Hugo).
No ano seguinte, disputei o terceiro campeonato Paulista Dente de Leite, já com o Sr Poy (ex goleiro argentino) como treinador até quase o fim do ano, quando ele subiu para treinar o time profissional com brilhantismo.
No seu lugar assumiu o Sr Firmo (ex quarto zagueiro do SPFC).
Nesse time de 1972 tinham os seguintes jogadores:
Gilmar ou Serginho (ex Portuguesa), Marcio (gêmeo), Marcos (gêmeo), Ribas, Jorge ou Amilcar, Manguinha, Ítalo, Edu, Serginho (centroavante), Alceu, Helinho, estou esquecendo um volante e quarto zagueiro que era do Nacional e muito bom e que depois nos encontramos em 1975 no Nacional da Comendador Souza. Lembrei! Era o Adilson.
Lembro das partidas no campo do Nacional e depois na Javari, que eram filmados e os VTs na TV Tupi com uma enorme audiência.
Os jogos do “Robertinho “ eram no Campo do Botafogo , nunca perdemos no RJ ,inclusive num jogo contra o Pavunense ou Olaria ,o “pau quebrou”
Vou citar alguns nomes de amigos que me lembro dessa época ! de outros Times Tb.
André que começou comigo no Foguinho e estudávamos juntos no Vila Ede ,que acho que foi o cara que mais bicicleta ganhou,depois pelo Palmeiras simplesmente destruía como meia esquerda.
Ahh ! O Amilcar até hoje reclama que a única vez que ele foi indicado para melhor jogador , eu ganhei e ele ficou na mão ,porem só ganhei 2 vezes ,sendo uma o Motoradio.
O nobre ! ,grande nobre do Corinthians que depois viemos a jogar juntos na Usp amistosos no Interclubes.
Luiz Rosa ,centro avante do Corinthians, éramos amigos de bairro e por afinidade,depois jogou na Belgica.
Toninho Vanuza (craque)Murici(fora de serie) ,Ministro,Viana,Lau ,Jairzinho ,Mugui etc.
Pow ,não tinha como subir para o profissional nesse time SPFC ! nessa época.
So tinha fera na minha posição e dei sorte que o Zé Sergio, não podia treinar de manhã no Morumbi, naqueles 2 campos de terra e areia e 1 único gramado.
Só tinha na minha frente( Vitor Hugo, Mugui, Zé Sergio etc ), Parana e Paulo profissionais.
Tenho algumas fotos (3) e não tenho do time que disputou o “Robertinho”, se alguém quiser posso mandar por email, pois scaneei.
Abraços !
Enviado por Hélio A. Camargo - heliocamargol@hotmail.com
Publicado em 18/07/2012 Sou o Cabeção, goleiro do Juventus no campeonatos de 1970e 1971,depois na época do Dentão goleiro do Corinthians e finalmente na época de Juvenil fui goleiro do Nacional. Muito legal, ver diversos depoimentos de pessoas que participaram do "Dente de Leite" , "Dentão" e de outras categorias de base, todas essas pessoas fizeram parte da minha adolescência e juventude. Essa época marcou a vida de muitas pessoas, alguns tem lembranças positivas, outros talvez não tenham estas lembranças de uma forma positiva. O importante é que tudo isso se mantenha vivo em nossas mentes e em nossos corações. Abraços a todos. Enviado por Waldemar Domingos - wadomingos@gmail.com
Publicado em 18/07/2012 No campeonato de 1970, o retrospecto do C.A. Juventus foi o seguinte:
C. A. Juventus: 3 x E. C. Pinheiros: 2
C. A. Juventus: 3 x Brasil: 1
C. A. Juventus: 0 x S. C. Corinthians Pta.: 0
C. A. Juventus: 2 x Comercial: 0
C. A. Juventus: 1 x São Paulo F. C.: 2
C. A. Juventus: 1 x Santos F. C.: 1
C. A. Juventus: 1 x São Paulo F. C.: 2
C. A. Juventus: 0 x C. E. Penha: 0
C. A. Juventus: 0 x Nacional A. C.: 1
C. A. Juventus: 1 x Foguinho: 0
São Paulo F. C. - Campeão.
C. A. Juventus - Vice-Campeão.
Enviado por Waldemar Domingos - wadomingos@gmail.com
Publicado em 05/07/2012 Olá Luiz, eu joguei com todos os jogadores do nacional que eram de osasco e que acompanharam o técnico Marquetti. Nós disputamos o campeonato do Sesi por osasco. Me mudei para a vila leopoldina e passei a jogar por um time chamado Bela Aliança da Lapa onde meu pai era conselheiro. Coincidentemente disputamos o 1o dente de leite quando então revi meus amigos de osasco (monga, piranha e outros) que estavam no Nacional. Não revi mais meus amigos de Osasco. Enviado por josé ferreira - ferre2@zipmail.com.br
Publicado em 07/05/2012 caro amigo paulo zandor, li esta historia fantastica, ao mesmo tempo que fiquei feliz, fiquei triste, porque não fui mencionado nesta historia, eu joquei pelo matarazzo, pelo juventus e atletico ipiranga, fui volante e ponta esquerda, e por ultimo na portuquesa de desporto,já nos juvenis, mug, mosca,e todos os outros, e a voce um abraço. Enviado por gil a santos - gilalmeidas@br.inter.net