Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Memorial do Imigrante Autor(a): Natália Diogo - Conheça esse autor
História publicada em 16/02/2011
Um dos lugares que mais marcou a minha vida até então é o Memorial do Imigrante, localizado no bairro da Mooca.nSou mooquense e desde que nasci moro naquele bairro.

Na escola em que estudei, tínhamos aulas sobre o bairro da Mooca, sobre a história do surgimento, significado do nome... Tudo isso fazia com que valorizássemos nosso bairro mais e mais.

Com 13 anos de idade, foi a primeira vez que visitei o Memorial do Imigrante, para fazer um trabalho de escola justamente sobre os imigrantes que se instalaram na Mooca. A atividade foi tão marcante, tão inacreditável por me fazer viajar no tempo e entender a importância dos imigrantes na história de São Paulo e da Mooca...

Assim, eu volto ao Memorial do Imigrante sempre que possível e cada vez levo uma pessoa diferente para conhecer o local: meus pais, namorado, amigos... Porque acho de suma importância entender a história de um local para passar a respeitá-lo como eu respeito hoje meu bairro e minha cidade.

E-mail: natalia_diogo@yahoo.com.br E-mail: natalia_diogo@yahoo.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 15/10/2011 Natalia:Estamos precisando fazer o Memorial do imigrante. Não tenho ideia como fazer e que material usar. Você teria alguma ideia que possa nos ajudar?
Nossa exposição será no final de novembro de 2011.
Aguardo resposta e agradeço
Devanizia
Enviado por Devanizia Solmazzo Bastos - devanizia@uol.com.br
Publicado em 16/02/2011 Natalia, parabéns! Você escreveu pouco, mas disse muito, pois eu amo a Mooca, tenho lembranças inesquecíveis deste bairro, apesar de não ter morado nele, mas sim no Brás. Tive várias namoradinhas deste bairro e casei com uma filha de italiano da Rua Ibitinga, e ainda me casei na igreja desta rua e no Cartório que ficava em frente a igreja da rua da Mooca, próximo a Fernando Falcão, ali tinha uma doceria que por diversas vezes comprei alguma coisa para comer ou mesmo o sorvete. Enviado por Carlos Rocha - carlos.rocha88@terra.com.br
Publicado em 16/02/2011 Bonita lição, Natália, parabéns.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 16/02/2011 Tempos atrás estive visitando o Museu do Imigrante para pesquisar nos computadores as origens dos meus ancestrais: Tangerino & Oliveira. Enviado por JCOliveira - tangerynus@gmail.com
Publicado em 15/02/2011 É isso mesmo, Natália! O memorial é apaixonante e completo! Faça isso mesmo: leve as pessoas para que se aproximem da construção da nossa história. Tenho nesse site 2 textos sobre o mesmo tema. Adorei. Abraços. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 15/02/2011 Escrevendo Natalia para o site spmc, ficamos ligados, e qualquer assunto nos leva a pensar.Você tocou em dois temas preferidos meus: o Imigrante e o bairro da Mooca, que tem relação direta com os imigrantes italianos, certo? de que sou descendente.Parabéns. Enviado por Clesio de Luca - clesiodeluca@yahoo.com.br
Publicado em 15/02/2011 O memorial do imigrante foi o inicio da convivencia de quem vinha de longe para uma jornada eterna de trabalho, que ajudou a engrandecer a cidade de São paulo, e aqueles que foram para a lavoura o estado. Enviado por Mario Lopomo - mlopomo@uol.com.br
Publicado em 15/02/2011 Muito interessante e valoroso depoimento sobre o Memorial do Imigrante de seu bairro.Parabéns! Enviado por Ana Maris de Figueiredo Ribeiro - anamarisribeiro@ig.com.br
« Anterior 1 Próxima »