Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias E lá se foi o maior humorista do Brasil Autor(a): Arthur Miranda - Conheça esse autor
História publicada em 17/10/2011

O que dizer de alguém que tendo nascido no Acre e vivido parte de sua vida na cidade do Rio de Janeiro, tornou-se (palavras dele mesmo) paulistano de corpo e alma, e que alem de um enorme talento, ainda foi sempre um excelente colega, grande amigo e um patrão maravilhoso?

Zé era como um irmão, não só para mim, mas para todos os que desfrutaram de sua intimidade.

Jamais encontrei alguém em minha vida que não falasse com muito carinho do seu enorme talento, do seu profissionalismo e do seu coleguismo.

Ele, Oscarito, Ronald Golias e o Palhaço Piolim inspiraram minha vocação artística, e a vontade de fazer humor.

Zé Vasconcelos foi meu patrão em 1970, na comédia de Péricles do Amaral, que ele montou no Teatro das Nações em São Paulo, com ele e com essa mesma peça viajamos para encená-la, no Teatro Leopoldina em Porto Alegre, em Campinas, em Vitória no Espírito Santo e no Teatro Serrador no Rio de Janeiro.

Foi também meu colega de trabalho, no programa Aperte o Cinto da TV. Manchete em 1986. Onde por mais de um ano, alem de estarmos juntos no programa, ainda viajamos lado a lado de São Paulo para o Rio de Janeiro de carro pela Dutra para gravarmos o programa, ficávamos hospedados no Hotel Novo Mundo bem ao lado da citada Emissora.

Como é maravilhoso ter um amigo e um colega assim. Se não tivesse nenhum significado a minha participação na vida artística, o fato de ter desfrutado da amizade do querido Zé Vasconcelos, já teria valido a pena.

Saber que alguém como o Zé nos deixou é muito triste, pois com ele se vai um pouco da minha historia, uma boa parte da minha vida. É como se eu tivesse perdido um Pai, um irmão. (mesmo sabendo que nada disso esta perdido). Fica no ar uma saudade, em nosso peito uma enorme tristeza.

Afinal não é qualquer artista nesse nosso imenso Brasil que pode dizer (modéstia à parte):

- “Eu sou o espetáculo!”

José Vasconcelos: 85 anos de graça, muito talento, coleguismo e humor. Até breve!


E-mail: 27.miranda@gmail.com

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 02/11/2011 Querido Claudio Gonzales, respeito sua opinião e digo que infelizmente nunca trabalhei com o Chico Anísio, Mas acho que até o próprio Chico reconhece ser o José Vasconcellos, o Maior humorista do Brasil, e o criador do humor Stand-Up quando nem se usava essa expressão",O Chico Anísio é fabuloso
mas o Zé foi Incomparável.
Enviado por Arthur Miranda - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 01/11/2011 arthur voce esta sendo modesto ao dizer que ze era melhor mas sim incomparavel um abraço Enviado por jose de prospero - joprospero@terra.com.br
Publicado em 01/11/2011 arthur voce esta sendo modesto ao dizer que ze era melhor mas sim incomparavel um abraço Enviado por jose de prospero - joprospero@terra.com.br
Publicado em 29/10/2011 discordo quando voce diz que la se foi o maior humorista brasileiro. O MAIOR HUMORISTA BRASILEIRO AINDA ESTA VIVO E ATENDE PELO NOME DE CHICO ANISIO. Enviado por claudio gonzales - claudio.gonzales1@gmail.com
Publicado em 18/10/2011 Arthur parabens pela merecida homenagem ao brilhante humorista! abs. mirça Enviado por mirça bludeni de pinho - by_laser@yahoo.com.br
Publicado em 18/10/2011 Arthur, eu tive a felicidade de assistir "Eu sou o espetáculo" e o Zé Vasconcelos realmente sempre foi "O ESPETÁCULO". Parabéns pela linda homenagem ao grande Zé da "velinha da velhinha". - Roberto Capuano Enviado por Roberto Capuano - robertocapuano@grafixdigital.com.br
Publicado em 17/10/2011 Também admirava muito o José Vasconcelos! Não gosto muito do atual humor da TV brasileira (muito ou nada!), mas ele realmente tinha um diferencial: respeitava seu público!
Vai alegrar e fazer rir outras paragens...
Enviado por Regina Célia de Carvalho Simonato - rccsimonato@hotmail.com
Publicado em 17/10/2011 Apesar de não pertencer ao mundo maravilhoso dos artistas de rádio, teatro, televisão, cinema tenho a honra e satisfação de conhecer pessoalmente o meu (se vc me permite)amigo Arthur Miranda, "Tutu". Essa manifestação de consagração ao maravilhoso e talentoso José Vascocelos demonstra um profundo ser humano de que é formado seu carater. Sabendo, agora dessa intimidade em sua vida profissional, Tutu, sinto-me duplamento consagrado, porque eu acho que poucos comediantes brasileiros souberam fazer o público rir as bandeiras soltas, sem apelar em ofenças deturpadoras. Esse merecido apreço que vc externa é perfeitamente merecido. José de Vasconcelos foi, realmente UM GRANDE ARTISTA. Parabéns pela homenagem, Arthur. Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 17/10/2011 Miranda, Que sorte ter convivido com o Zé Vasconcelos. Concordo com vc pois ele foi um grande humorista e deixou saudades na TV brasileira. Época de ouro do humor no Brasil. Bela homenagem! Consolata Enviado por Consolata Panhozzi - cpanhozzi@gmail.com
Publicado em 17/10/2011 Bela homenagem Arthur, parabéns! Não conheci o Zé pessoalmente, mas o admirava pelo raciocínio rápido e por ser engraçado sem apelar, com alguns fazem atualmente. Eu e o Zé tinhamos algo em comum, não usar palavras chulas ou palavrões, mesmo quando nervoso e isto eu achava divino nele. Enviado por Carlos Rocha - carlos.rocha88@terra.com.br