Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Paixão por Claudia Autor(a): Alexandre Ronan da Silva - Conheça esse autor
História publicada em 02/12/2011
Nos anos 70 eu estudava no Colégio Santa Inês, localizado na Rua Três, bairro do Bom Retiro.

No colégio tinha uma menina linda chamada Claudia, eu até hoje sei o sobrenome dela, mas não vou citar. Estudávamos na mesma classe e de repente me vi completamente apaixonado por ela. Era meiga linda e atenciosa.

Os colegas faziam bailinhos de aniversário e todos nós éramos convidados. Lembro-me especialmente de um na casa de um colega chamado Claudio, que morava no Pari.

Tímido, eu ficava conversando em um canto com a rapaziada e olhando furtivamente para a minha amada Claudia sem que ela percebesse, graças ao disfarce da luz negra, comum nos bailes da época.

De repente começou a tocar uma musica lenta e linda, e surgiu na penumbra da luz negra a Claudia, bem em minha frente, e me convidou para dançar. Devo ter tremido por inteiro, mas fui dançar. Sob o encanto da paixão me vi absorto com minha amada nos braços, pedindo aos céus que a musica nunca tivesse fim.

Foi uma viagem com mil sonhos que só acabou quando a musica terminou e eu com essa minha timidez fui para o meu canto suplicando para que ela me convidasse para dançar assim que tocasse a nossa musica novamente, o que não aconteceu.

Isso esta na minha memória há mais de trinta anos e até hoje a sinto em meus braços.


E-mail: alexandreronan@gmail.com
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 25/12/2011 AI que lindo!!!! Enviado por KELLY CRISTINE SILVA - kellydks@terra.com.br
Publicado em 17/12/2011 Meu Caro Alexandre,

Vc deveria procurá-la ou talvez vcc tenha feito isso. Aprendi que a felicidade não consiste em possuir muito mas em saber amar e esperar muito.
Enviado por Anthony Mennitto - mennitto@comcast.net
Publicado em 06/12/2011 Alexandre, se eu tivesse sido um cara esperto, diria que você marcou bobeira, mas como fui também moleirão, sei bem oque aconteceu consigo. A fila andou e você assim como eu muitas vezes, ficou para trás. Enviado por Marcos Aurélio Loureiro - marcoslour_ti@yahoo.com.br
Publicado em 02/12/2011 Meu amigo são momentos como estes que fazem com que a nossa vida tenha sabor. Amor, paixão, alegria, tristeza, desilusão. Tudo isto faz parte de nossa vida e felizes são aqueles que viveram ou passaram fortes emoções. Enviado por Orlando Francisco Goncalves - orlandofranciscogoncalves@yahoo.com.br
Publicado em 02/12/2011 Que história romântica e emocionante.Realmente de grande significado em sua vida.Belo texto! Enviado por Ana Maris de Figueiredo Ribeiro - anamarisribeiro@ig.com.br
Publicado em 01/12/2011 "Eita", impulso de adolescente! Fatos como esses, creio que a maioria aqui do site já vivenciou. E cada um nos traz a sua versão. Momentos maravilhosos, sensações inesquecíveis. Parabéns
Cida
Enviado por Cida Micossi - cida.micossi@gmail.com
Publicado em 01/12/2011 Alexandre irível como a vida nos prega peças.Lembra da música poema com Elymar Santos. Poema é a noite escura de amargura
Poema e a luz que brilha lá no céu
Poema e ter saudades de alguém
Que a gente quer e que não vem
Poema é o cantar de um passarinho
Que vive ao léu perdeu seu ninho.
É a esperança de encontrar
Poema é a solidão da madrugada
É o ébrio triste na calçada
Querendo a lua namorar “
.Abraços
Enviado por tereza pereira xavier - terezapx@gmail.com
Publicado em 01/12/2011 Tenho saudades do primeiro beijo nos anos 60 na Vila Nivi,Proximo a r.Baltazar de morais.Wanderlei(BEBÊ) era seu nome Foi uma paixaõ inesquecível só da minha parte ,o beijo foi o único e a paixaõ durou anos...45 anos se passaram e até hoje me pergunto por onde ele andará.Toda vez que penso no passado,seus olhos brilham dentro do meu coração. Enviado por walquiria rocha fiori - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 01/12/2011 É isso mesmo- " Quem amou nunca esqueceu, quem esqueceu nunca amou" Enviado por Trini Pantiga - trinesp@ig.com.br
Publicado em 01/12/2011 Seu colégio fica na Rua Três Rios, não? Alexandre é melhor colocar cedilha no seu acanhamento, que mesmo errado ainda ficaria mais divertido. Enviado por Pedro Cardoso - piparoda@gmail.com
« Anterior 1 2 Próxima »