Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Bosque da Saúde, meu eterno amor Autor(a): Arlene Regina Spacca - Conheça esse autor
História publicada em 17/04/2012
Nasci no Bosque da Saúde em 1951, na Rua Martinia, numero 37. Era uma ruazinha pacata, lembro-me das brincadeiras com as meninas que moravam na mesma rua, Marciléia, Mirian, Meire, Tite, Maria, Irma e Araci minha irmã, tinhamos pique para muitas brincadeiras.

Fiz o primário no Grupo Escolar Princesa Isabel de 1958 a 1961, o ginásio fiz no Colégio Rubens do Amaral no Jardim da Saúde e o científico no Colégio Conde José Vicente de Azevedo. Sinto saudades de minhas colegas dessa época: Sandra Regina, Vera Lucia e Armanda. Formavamos um quarteto terrível, nos separamos e nunca mais nos vimos.

Meus irmãos Aroldo e Toninho na época frequentavam o Granadeiros e o Cine Estrela. Seus amigos mais chegados eram Raul Caruso, João Banana, João Fidido, Chiquinho.

Nosso bairro era perfeito, estruturado, limpo, viviamos maravilhosamente bem, sinto um aperto no coração de pensar que há 30 anos sai de lá e nunca mais retornei. Há 25 anos moro na Bahia, gosto muito daquí, mas nada substitui o meu eterno amor: "Bosque da Saúde".

E-mail: arleneregina@gmail.com E-mail: arleneregina@gmail.com
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 13/05/2012 Oi Arlene, também nasci e cresci no Bosque da Saúde. Assim como vc estudei o primário no Princesa Isabel (1961 A 1965)e o ginásio no Rubens do Amaral (GEDRA). Lembro-me que conhecí uma menina chamada Arlene no GEDRA, mas não sei se é vc. Meu irmão Wagner também estudava lá na mesma época. Eu adoro toda aquela região do Bosque e do Jardim da Saúde.Muitas coincidências. um abraço, Leila. Enviado por leila de lorenzi - leiladelorenzi@ig.com.br
Publicado em 26/04/2012 Recordar é viver, Arlrne, então, venha nos fazer uma vizita. Parabéns pela lembrança.
Modesto
Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 19/04/2012 Lindo e saudoso relato sobre o Bosque da Saúde permeado de lembranças e recordações do bairro e colegas da juventude. Enviado por Ana Maris de Figueiredo Ribeiro - anamarisribeiro@ig.com.br
Publicado em 16/04/2012 O Bosque da Saúde continua lindo!. Mas, se retornarmos ao passado sempre faltará alguém ou alguma coisa, mesmo que tenha sido tão maravilhoso quanto a sua narrativa . Parabéns, você escreve com o coração. Enviado por Trini Pantiga - trinesp@ig.com.br
Publicado em 16/04/2012 Em 51,o Bosque devia ser quase deserto. Suas ruas só receberam asfalto lá por 66,67. Era ainda bastante primitivo, e servido pela Viação Util, nesta época em que o conheci. Enviado por Luiz Saidenberg - saidenberg@ajato.com.br
Publicado em 16/04/2012 Arlene, eu também tenho boas recordações dali. Vivi no Bosque toda minha infancia até os 35 anos de idade. Sou de 1958, mas tambem estudei no Princesa Isabel e no Conde. Cheguei a andar no bonde que vinha da Rua Jussara com destino à praça João Mendes antes que tivesse seu fim decretado em 1968. Meu pai também morou muitos anos ali. Ainda tenho amigos no Bosque da Saúde, mas moro na zona norte e quase não os tenho visitado. Morei muitos anos ao lado do Princesa Isabel, mas não me lembro dessa Rua Martinia. Hoje a tecnologia permite uma viagem pelas ruas através do Google Street View. Se ainda não fez isso, experimente e mate a saudade do local. Vez ou outra faço um passeio virtual pelos locais da minha infância. Até mais!!!! Enviado por Luiz Carlos Pereira - lcarlospereira@gmail.com
Publicado em 16/04/2012 MOREI NO JARDIM DA SAUDE, MEUS FILHOS ESTUDARAM NO RUBENS DO AMARAL,ESTIVE LA A POUCO TEMPO ,ESTA MUDADO MAIS CONTINUA LINDO. PARABENS FIQUE COM DEUS Enviado por maria pia tiezzi mirabella - maria_pia21@live.com
Publicado em 16/04/2012 Arlene, que bom retratar as memórias e os sentimentos! Parabéns. Conheci um pouco do Bosque da Saúde, mas esse pouco valeu demais: lecionei 6 meses no Conde e, na mesma rua Guararema, morava a minha tia Norma, infelizmente falecida em dezembro último. Por 45 anos frequentei essa rua para visitá-la. O seu texto me provocou muitas emoções e saudades. Um grande abraço. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »