Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias “Pit” voador Autor(a): Ana Regina Carnevalli Parra - Conheça esse autor
História publicada em 08/12/2012
É difícil a mãe rejeitar o pedido
insistente de um filho carinhoso.
Ele ganhou um cachorrinho
de um amiguinho.

Levou-o para o pequeno apartamento
no alto de Santana.
A mãe não gostou nada
daquela história.

Mas o coitado era tão pequenino e
aparentemente bem mansinho.
Enfim, ela cedeu aos inúmeros apelos
da família.

Entre as condições,
ele ficaria
apenas nas dependências
da lavanderia.

Acordo fechado.
Alegria dos meninos
com o novo brinquedinho.

Mesmo pequeno,
já mostrava que
era um terror;
tudo já alcançava e destruía.

De um lugar para outro
corria, que nem se via.
Seu nome era Pit voador.

A mãe temerosa
já nem atravessava mais
a porta da cozinha.

Trazia sentimentos opostos
e a mídia insistia:
"Cuidado com essa raça!
Destroça tudo o que acha".

Suportou por infinitos dois meses
aquela criatura.

Tratou de desfazer
o acordo e para o
o primeiro que aceitou
entregou o Pit Bull.


E-mail: arcparra@ig.com.br E-mail: arcparra@ig.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 17/12/2012 Ana, eu já havia lido esse texto e comentado. Parabéns e um abraço. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 17/12/2012 Como Pit Voador não teve tempo de crescer (nem de passar da lavanderia) o prejuízo não deve ter sido muito grande. Poderia ter sido bem pior. Muito boa, Ana Regina. Parabéns. Enviado por Abilio Macêdo - abilio.macedo@bol.com.br
« Anterior 1 Próxima »