Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias A cartilha Autor(a): Ana Regina Carnevalli Parra - Conheça esse autor
História publicada em 04/12/2012
Comecei na escola primária
Professor Narbal Fontes,
aprendendo com a
professora Teresa e a cartilha
"Caminho suave".

Lembro da primeira lição:
"A pata nada".
Não sei porque
escolheram
a figura de uma pata...

Agora, pata tem
conotação pejorativa,
Até gostava daquela
pata...

Mas prefiro a história
da águia.

Em certa fase da vida,
morre ou se recolhe,
para então, aparecer,
renovada, forte,
para viver plenamente
todos os seus dias.


E-mail: arcparra@ig.com.br E-mail: arcparra@ig.com.br
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 17/12/2012 Tempinho bom, né, Ana? A pata nadava e a gente entendia tudinho. Beijos. Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »