Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Alberto Levy Autor(a): Márcia Ovando - Conheça esse autor
História publicada em 15/03/2007

Sempre que passo pela Avenida Indianópolis em frente do Alberto Levy o meu coração transborda de belas lembranças!
Mesmo passado alguns anos e com o crescimento do bairro e o intenso movimento de carros e ônibus na avenida, além das reformas não caprichadas, o prédio do Levy continua ali firme em sua imensa importância nesta avenida tão linda de São Paulo! Em pleno Planalto Paulista!
Impossível não lembrar da renovada matemática da professora Manhuncia; da análise sintática da professora Luzia; do nosso querido orfeão regido por dona Náli; o professor Hermes; as aulas de trabalhos manuais; as aulas de educação física e, principalmente dos nossos jogos de vôlei!
Inesquecíveis e tão inocentes cabuladas de aula: para ir até a feira... comprar pastéis ou passear pelas ruas ainda, sossegadas do bairro: Ceci, Irerê, Guaxins, Itacira e tantas outras!
Grandes mestres de fato, ali tive!
Grandes amizades ali fiz! Algumas curtidas até hoje! E vividas com intensidade em nossas reuniões e festas que sempre acontecem!
Alberto Levy: majestoso, grandioso na Avenida Indianópolis!
E majestoso, grandioso e querido demais em meu coração!

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 15/04/2013 Eu era do Duque de Caxias e inauguramos o noturno,tenho muita saudades da Ina ,Celia Jacare ,Nossa turma ainda se encontra para conversar ,Pedrão Vanderlei, Indio Irmão meu apelido era Guaio queria muito encontrar mais amigos... Enviado por sergio raul cammarano - sergio.cammarano@florestasinteligentes.com.br
Publicado em 09/04/2013 vim transferido do grupo almirante barroso para o alberto levy idos de 60/65 necessito hoje do meu
estorico escolar necessito com urgencia se puder enviem pelo mesmo email agradeço muito
Enviado por inacio euclides ferreira - euclidesinaciof@gmail.com
Publicado em 27/01/2013 Realmente foram 7 anos de muita alegria nesse Colégio tão especial, rodeada de amigos maravilhosos e professores competentes que marcaram a minha vida! Saudade de todos e pricnipamente do Denis, Lilian, Nancy, Dulce, Ana, Nani, professora Porpeta com quem aprendi tudo que sei até hj ... Cito esses porque perdi o contato, mas reencontrei muitos outros que mantenho amizade até hj! Estudei, me diverti e namorei, p/ que coisa melhor?? Hj quando passo por lá um filme de época vem na minha memória! Enviado por Denise - denignl@hotmail.com
Publicado em 25/01/2013 Estudei no CEPAL/IEEPAL de 1962 até 1967. Tenho muitas lembranças e histórias desses que foram meus anos dourados. Do Ary da cantina ao Carlão sinto a maior falta. Meus amigo queridos Carreiras, Francisco (Kiko) Natal, Miturero Sato, A.C. Zangrande, Suitiro, Elisa, Monica, Cristina (morava pertinho) Maria Helena Gregorio, Rosemeire Abdo (Rua Aicas), Pedro (Rua Edson), Cesar dos Reis, Chachufa, Noite Ilustrada (aquele cara que não conseguia para os olhos) enfim não consigo me lembrar dos nomes mas ainda tenho os rostos gravados na memória. Os meus professores foram a musa Neusa que tinha uma romi-isetta, o Brandão, hermes, terezinha novais (garça), terezinha schimidt (pobrema) Carmem (a falsa), Ivan os demais não me lembro. A formatura do ginasio foi um baile no clube penheiros com a orquestra do Dick Farney. Durante o ano fizemos varios bailes pró-formatura. A colação de grau foi no Mackenzie. Se alguém foi da minha turma mande noticias pelo meu email ou pelo FB Enviado por José Roberto Sandoli - joserobertosandoli@live.com
Publicado em 08/01/2013 olá gente que estudaram nessa escola,nunca estudei nessa escola e ñ conheço nada dessa escola,e minha filha tava numa escola e queria ir para o Rui Bloem,mais ela ñ conseguiu entrar no Rui,e foi matriculada pela escola que ela tava,para essa escola levy.e ela ta assustada pq ñ conhece ,pq ñ conhece ninguém que vai pra lá.emfim separou ela dos coleguinhas dela.ela tem apenas 14 anos.ta morrendo de medo.e tbm acho essa escola muito longe.acho que a Praça da árvore é bem mais perto pra ela.queria muito uma ajuda de alguém que possa fazer algo,para minha filha conseguir no Rui Bloem. bjss Enviado por ivanete M.S.Magata - ivanete.moreira@hotmail.com
Publicado em 14/09/2012 Márcia, ao ler seus comentários fiquei emocionada.Hoje mesmo passei em frente ao Levy e sempre me lembro da época em queestudei lá; de 1964 a l971, do diretor Carlão, da prof. de desenho, Nancy, de história, Lucila-a Múmia, de Francês, Carmen, de português, Archaluz, de Matemática, Cida. Somente no último ano do colegial a classe ficou mista. Lembro de alguns colegas; Izilda, Silvana, Elisa, Ivan, Henrique,Carlos Alberto de Barros Ferreira, Elizabeta Spaziani, Maria Inês Paes, Laura. Não sei se o pessoal ainda se encontra. Meu nome de solteira era Regina Helena Ferreira de Souza. Se alguém se lembrar de mim, me escreva por favor. Enviado por Regina Helena Ferreira Folador - regina.folador@bol.com.br
Publicado em 07/05/2012 Hoje estou reorganizando minha historia para uma sessão de psicanalise que inclui o significado de escola.
Até então não tinha o conhecimento deste contato na internet.
Confesso que estou emocionado. Tantas lembranças me fizeram correr lagrimas de emoções.
Meu primeiro beijo foi ali, próximo a quadra de vôlei.
Dedico a você Carmem onde quer que esteja, o sabor doce de minhas emoções.
Carinhosamente, a todos que fizeram parte desta historia.
Daniel Nobre Junior.
Alberto Levy 1968- 1974.
Enviado por Daniel Nobre Junior - dnobrejr@gmail.com
Publicado em 25/04/2012 Somente hoje, sem querer, vi este site. Muito bacana estes depoimentos. Moro em Curitiba e perdi os contatos. O Diretor Carlos e os Professores Hermes, Nali, Aparecida e outras. Os colegas Koiti, Marli, Suzana, as irmãs Miris, Mariza e Mayra e tantos outros...muitas saudades mesmo!! Enviado por Jorge Hiroshi Aoki - jhaoki@uol.com.br
Publicado em 16/04/2012 Marcianem te conheço..mas voce me trouxe lembranças das mais significativas. Estudei no Alberto Levy de 1956 a 1960. Epoca maravilhosa. Me lembro de ter andado de bicicleta com a prof. Manhuncia quando ainda procurava um terreno para a construção do novo predio no planalto paulista. Nossa, tantas recordações so caberiam num compêndio. Mas quero deixar minha profunda gratidão aos mestres que ajudram muito em minha formação: Prof.Hermes, Prof. Maria Aparecida (matematica) Manhuncia (matematica)etc Enviado por jose dias leite - jdleite@uol.com.br
Publicado em 29/02/2012 Não sei porque, mas hoje me bateu uma grande saudade dos tempos do Levy. Entrei no google e achei estes belos comentários. Lembrei-me dos professores citados e acrescento as professoras Maria Aparecida (matemática) e Maria Alice (português). Muito bom poder relembrar. Enviado por Valdir Marcon - vlmarcon@iron.com.br