Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Sears Roebuck Autor(a): Lygia Bradnick - Conheça esse autor
História publicada em 19/03/2007

O Natal começava pra gente no dia 1 de Dezembro, pois este era o dia em que íamos à Sears, no início da Av. Paulista, ali onde hoje se encontra o Shopping Paulista. Meu pai chegava em casa mais cedo, nós já estávamos prontos, eu de vestido novo, meu irmãozinho todo arrumadinho e de cabelo penteado. Íamos à pé, subindo a ladeira do Paraíso, passando pela mal-cheirosa cervejaria Brahama, dando uma paradinha na palelaria Caratin, onde eu comprava os meus humildes cartõezinhos de Natal, os quais me pareciam tão lindos.

Dali, passando pela Praça do Índio (uma estátua de um índio com um arpão tentando pegar um peixe dentro do laguinho), chegávamos à Sears, toda enfeitada para o Natal. Subíamos para o quarto andar, onde os brinquedos se encontravam, e ali passávamos momentos mágicos, sonhando com o que Papai Noel poderia nos trazer.

O mais estranho é que ele nunca trazia nada daquilo, só uns carrinhos para o meu irmão e uma bonequinha para mim. Mas assim mesmo sonhávamos, corríamos em volta de tudo, até que meu pai cansado e com fome nos chamava para ir comer no barzinho ao lado. Sempre pedíamos salsichas no espeto. Que delícia que eram aquelas salsichas!

Depois das salsichas com guaraná, tomávamos um sorvete bem grande ou comprávamos um pacote de pipoca na porta da Sears. Vínhamos embora para casa comendo a pipoca e eu toda feliz com meus cartões de Natal. Meu irmão ganhara um pacotinho de cavalinhos plásticos ou um soldadinho.

A lua sempre aparecia, branca e muito redonda, a gente até via estrelas nos céus de São Paulo. Estávamos cansados, porém muito felizes. Vínhamos pulando e sentindo que tudo era Natal.

Em casa ainda podíamos abrir o panetone e pegar um pedacinho antes de ir dormir. O Natal havia começado mesmo!

Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 26/10/2008 trabalhei nas lojas Sears da Agua Branca de 1962 à
1964, na seção de Pneus e Acessorios p/Automoveis,
e de fato ate hoje não apareceu uma rede de loja
tão charmosa e boa como foi a Sears Roebuck, tanto para trabalhar como para comprar.
Enviado por carlos alberto riccelli - regencia_despachantes@ig.com.br
Publicado em 19/10/2008 Meu pai trabalhou na Sears Agua Branca de 54 a 72, nesta epoca eu tinha 8 anos. o que já disseram aqui já deu para eu viajar e lembrar. os carrinhos matchbox...a salsicha americana naquele pão quentinho...o cheiro da loja que só ela tinha. Os grandes caminhões azul claro inconfundível. Estranho uma loja daquelas ter acabado e não vemos nada parecido hoje em dia aqui no brasil. Nem de longe. Um grande abraço a todos. Enviado por Claudio Martins - claudio.martins@dedic.com.br
Publicado em 17/08/2008 Cara lygia,gostei muito da sua materia,trabalhei na Sears de 70 a 75 e tenho muitas lembranças,se alguem quiser saber sobre aposentadoria é so ligar para o Sr.jose ferro tel.38751775 ele é o responsavel pelo arquivo.Abs Geraldo Enviado por Geraldo Damasceno - gedeviga@click21.com.br
Publicado em 23/07/2008 Lygia,voce me transportou a uma epoca realmente maravilhosa.Trabalhei de 1969 a 1992 na Sears de Santos,porem me aposentei logo apos minha rescisao,por ocasiao do encerramento das atividades das lojas Sears.O que tenho a informar as pessoas que procisam de declarações,etc...para fins de aposentadoria ou FGTS, é o seguinte:A Sears que era empresa norte americana foi vendida por volta de l986 aos grupos Victor Malzoni e Vendex do Brasil que participam dos shoppings West Plaza/Paulista...nao me recordo bem, porem sei que o arquivo morto isto é, todos os documentos referentes aos funcionarios que devem ser arquivados por 30 anos, foram encaminhados ao Jaguaré na epoca, fica na av.Presidente Altino,1619-SP.Sei tambem que o FGTS era depositado no Citibank antes de ser transferido para a Caixa Economica Federal.Se alguem precisar de alguma informaçao que eu possa ajudar,entre em contato pelo meu e-mail. Enviado por lina - linalaracosta@hotmail.com
Publicado em 26/05/2008 Lygia me ajude por favor, preciso do e-mail de contato da empresa Sears.Fico no aguardo pois estou de um precesso de aposentadoria e preciso desta informação. Enviado por Jocilyn - jo_ci_lyn@hotmail.com
Publicado em 07/05/2008 Saudades das Castanhas de Caju, nunca comi outra igual. Enviado por George Luiz - mario4039@itelefonica.com.br
Publicado em 23/04/2008 Olá peesoal !!! Trabalhei na Sears no período de o1/01/1973 à 29/04/1974 , Que saudades !!! ao ler estas histórias fiquei muito emocionado . Estou com o mesmo problema de tempo de serviço para efeito de aposentadoria , caso alguem tenha onde conseguir , favor enviar parao e-mail . Um abração a todos. Enviado por Marcus Vinicius Motta de Sant ` Anna - naiarats@yahoo.com.br
Publicado em 15/04/2008 Fiquei muito contente ao ler essas declarações de carinho que todos tem com as lojas Sears, estive por muitas vezes loja da Água Brabca.. Que saudades do pessoal de lá. Enviado por Carlos Alberto Pinto - carlosp@omizillo.com.br
Publicado em 25/03/2008 eu ainda tenho uma foto minha com o papai noel da Sears!! foi lá q eu descobri q papai noel não existia, já q o papai noel com quem eu tirei foto tinha um bigode preto por baixo do bigode branco da fantasia!!!
saudades da sears e do mappin!!!
Enviado por asf - naogostodedaremail@email.com
Publicado em 21/03/2008 Ah!...A Sears, no ano de 86 eu dava aula de pintura em tecido na Sears da Agua Branca o patrocinador era a Faber Castell que tinha comprado as Tintas Hering do Sul. Fiquei seis meses dando aula e por mim passaram pessoas maravilhos que me recordo muito bem e tenho muita saudade.
Como era bom chegar naquela loja fresquinha enquanto o calor do percurso era estafante e receber aquelas pessoas encantadoras para fazer inscrição para o curso.
Adquiri muitos produtos e fui sempre muito bem atendida pelos funcionários. Realmente era uma loja especial.

Parabéns lygia por nos proporcionar momentos lúdicos.
Enviado por Mary Clair Peron - clairperon@hotmail.com