Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias O telefonema de Natal Autor(a): Arthur Miranda (Tutu) - Conheça esse autor
História publicada em 02/12/2013

“Tiriiiiiiiiiiiiiim, Tiriiiiiiiiiiiiiiiim, Tiriiiiiiiiiiiim.”

- “Alô?”

- “Alô, eu quero falar com o Papai Noel.”

- “Lamento informar, mas o Papai Noel, não mora mais aqui, com o aumento do IPTU, ele levou o trenó e suas renas e virou sem-teto.”

- “Não acredito! Mas para onde ele foi.”

- “Não sei, ele não deixou endereço.”

- “E agora o que será do Santo Natal.”

- “Desculpe, mas no meu entender o natal só foi santo mesmo, uma só vez na vida, foi no dia em que Jesus nasceu, porque com certeza no dia seguinte já tinha alguém explorando o assunto, levando vantagem nisso. E depois tem outra coisa, hoje em dia, uma grande parte da humanidade já não acredita muito em nenhum dos dois.”

- “Nenhum dos dois, o que?”

- “Nem Jesus Cristo e nem no Papai Noel.”

- “Nossa! Que coisa horrorosa.”

- “Horrorosa é a vida do papel higiênico.”

- “Do papel higiênico por quê?”

- “Ora, porque quando ele não está enrolado, tá usado, sujo e no vaso.”

- “O senhor é muito grosso, não tem vergonha não.”

- “Ora, quem deveria ter vergonha são as pessoas que fazem corrupção, desviam o dinheiro público e obrigam os governos a decretarem aumentos de impostos para cobrir o dinheiro que foi desviado daquilo que foi arrecadado, como também do que foi sonegado pelos “honestos” fariseus que sonegam os impostos na certeza que o mesmo vai ser roubado pelos governantes. E em minha opinião não existe diferença entre o sonegador e o corrupto. Pois se um impede que os governos arrecadem o outro desvia para si o que foi arrecadado. Deveriam estar juntos, presos na mesma cela, discutindo esse assunto tão polêmico, um dizendo que sonegou para não ser roubado e o outro dizendo que desviou, mas deu tudo para financiar as eleições do seu partido. Enquanto eles discutem o tema, faltam remédios nos postos de saúde, outros morrem sem atendimento nas portas de hospitais ou são atendidos como animais em macas pelos corredores, por falta de leitos.”

- “Puxa, não havia pensado nisso. Posso deixar um pedido caso o Papai Noel passe por aí antes do Natal.”

-“Pode sim.”

-“Diga para o Papai Noel trazer para todo o povo paulistano, paulista e brasileiro, uma tremenda vontade de honestidade, pois se todos forem honestos e assumirem isso no coração, todos serão felizes, o povo, os governos e todos sairão lucrando sem sonegação e sem corrupção. Feliz Natal a todos.”

- “Aquele abraço.”

“Click.”

E-mail: 27.miranda@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 08/12/2013

Tutu, cuidado com os modernos e falsos Papais Noeis que rondam às cristas da grande cidade, em busca da eterna felicidade, pois eles, podem sorrateiramente entrar pela chaminé de tua casa e te roubarem todos os teus pertences.

Arthur, aproveito o ensejo para desejar-lhe UM FELIZ NATAL E UM ANO NOVO cheio de saúde e paz. Um abraço e desculpe a brincadeira Grassi

Enviado por Roberto Grassi - jr_grassi@yahoo.com.br
Publicado em 04/12/2013

Athur,desviar e levar vantagem vem de longe.....rsrsr. Papai Noel vai ter que usar de muitas estratégias para atingir o coração de todos...será que ele consegue? Feliz Natal.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 04/12/2013

Tutu, sua crônica tem sabor de "quero mais", vamos partir pra utopia? pra ficção? Metaforicamente vc é real no seu texto, é, também, fantasioso. Não sei se a ficção seja real ou se a realidade se transforma em ficção. Não importa, o que vale é ler seu texto, sempre uma mescla dos dois julgamentos. Caríssimo, tenha um feliz Natal, (creio que vc ainda crê)e um próspero ano novo, com toda sua família.

Laruccia

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 04/12/2013

Esta festa diária que os políticos fazem com o dinheiro do povo não deve acabar nunca...Basta ver o que acontece quando estouram e são publicados estes grandes roubos (o mensalão é um das centenas deles)e nada acontece...Quando será que o povo terá uma resposta para isso?

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 03/12/2013

Parabéns amei o seu texto e boas festas para você e os seus.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 03/12/2013

Isso aí, Tutu. Feliz Natal a todos, principalmente aos honestos e de boa vontade. Abração natalino.

Enviado por Luiz Simões Saidenberg - lssaidenberg@gmail.com
Publicado em 03/12/2013

É verdade , Artur tudo vai de mal a pior, tanta corrupção tanta bandalheira perdem mais tempo com mensalão etc e tal do que aprovar leis que beneficiem o pobre do povo.

Honestidade? O que é isso?

Ah! Isso é coisa do passado.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 02/12/2013

Arthur nota 10. Acrescentaria sobre o Natal, ele só acontece se as pessoas tiverem consciência de seus pecados, não tentando justificar com evasivas e repetição de seus erros.

Seria como um atleta que se prepara para uma competição, ele sabe que possui limites; então com o seu técnico ele procura superar os seus próprios limites, chegando assim ao final da corrida vendedor. Se isso não acontece, virando festas, comilanças, etc...o Natal não existe!!!

Enviado por Clesio de Luca - clesiodeluca@yahoo.com.br
Publicado em 02/12/2013

Meu querido Arthur, o seu texto é pontual, sincero e bem que poderia ser logo resolvido. Podemos pensar numa reforma íntima, séria e nos comprometer com ela. E tem que ser no dia-a-dia. Parabéns, meu querido. Um ótimo Natal para você e familiares.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 02/12/2013

ACORDA ARTHUR,PARE DE SONHAR.ENQUANTO O PT MANDAR NO BRASIL.

O SEU PAPAI NOEL,SO VAI VOLTAR NO SONHO.

FELIZ NATAL. E UM LINDO ANO NOVO.

ESPERO EM 2014, PODER PARTICIPAR,DAS REDONDAS,

Enviado por João Cláudio Capasso - jccapasso2@hotmail.com
« Anterior 1 2 Próxima »