Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias A acompanhante Autor(a): Ana Regina Carnevalli Parra - Conheça esse autor
História publicada em 08/01/2014
Inesperada aquela hospedagem,
lá na Rua Vergueiro.
Temor, medo e destino incerto.
Guardava silêncio, cuidado e cautela.
 
Um momento delicado, o pai estava internado.
Para não atrapalhar o doente, à noite,
colocou o par de sapatos
no peitoril da janela do quarto.
 
Bem cedinho, para ventilar, abriu-a
e lá se foram os sapatos voadores.
E agora, o que fazer?
 
Muita calma nessa hora, como explicar o ocorrido?
Saiu sem sapatos mesmo.
Na rua, olhava a marquise na esperança de alguns sinais deles.
 
Só no final da tarde,
com muito empenho da irmã,
o difícil resgate foi realizado, pela manutenção,
com uma exclamação:
“e é de plástico!”.
E-mail: arcparra@ig.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 15/01/2014

É, Ana, a vida desenha os casos tensos... e a gente vive. Um beijo.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 13/01/2014

Uma pequena e divertida ocorrência doméstica. Parabéns, Parra.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 09/01/2014

Ainda bem que encontrou, situações constrangedoras acontecem em todas as famílias. Parabéns você tem uma maneira gostosa de escrever.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 09/01/2014

Ana, sempre me impressiono com seu talento em transmitir tão bem em poucas palavras e ainda de forma poética.

Enviado por Abilio Macêdo - abilio.macedo@bol.com.br
Publicado em 09/01/2014

Ana passei muitas noites acompanhando meu tio, depois meu pai, dormindo sentada numa cadeira.

Sei o que é isso,mas fiz minha parte.

Mas nunca meus sapatos caíram pela janela (risos)

Gosto dessa mistura de prosa e verso.

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 08/01/2014

Ana, sem querer acontece coisas inusitadas, até que ficou engraçado a perda dos sapatos.Deu trabalho, mas graças a Deus eles foram achados.Um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 08/01/2014

Legal Ana Regina . Abraços ...

Enviado por José Aureliano Oliveira - joseaurelianooliveira.aureliano@yahoo.com.br
« Anterior 1 Próxima »