Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Caixa d'água de São Paulo e a menina que morreu Autor(a): Vilton Giglio - Conheça esse autor
História publicada em 10/03/2014
Em um passado ainda recente, era comum vermos em alguns bairros de São Paulo enormes e mais conhecidas por caixa d'água, que abasteciam as vilas de casas dos conjuntos como IATPC e casas geminadas. Às vezes, os milionários de São Paulo construíam para seus funcionários, como os Matarazzo, que faziam isso para seus "escravos", a Cia. Light também fazia. Davam tudo em troca de seus trabalhos, “mais-valia" era só para eles. As enormes caixas tinham seus poços artesianos e cada casa sua "fossa" no quintal, também. Só pagavam a água, porém contaminavam o lençol freático... Ah! A casa era somente com dois dormitórios e todas "meia-água”, até por ser mais econômica. Temos essas vilas em Pinheiros, Butantã, Mooca, Santo Amaro, e no bairro do Campo Grande precisamente, ainda conheço casas que tem poço no fundo de casa.
 
A caixa d'água de São Paulo chama-se represa Guarapiranga. No seu entorno temos: chácaras com criação de gado, área para lazer, alugueis de caiaques, escola de canoagem, píer, clubes de ricos e pobres, barracos despejando seu esgoto in-natura, animais mortos, escuna com passeios mostrando as casas dos “bonitões do pedaço”, as duas ilhas, os restaurantes...  Em um verão de trinta e cinco ou mais graus, a frequência chega a mil ou mais pessoas fazendo todo tipo de "estripulias”, com suas câmaras ou bóias de caminhões, aquela farofa, regados a muita "breja”, com frango, etc. e tal, em um final de semana.
 
Não temos um dado correto de quantas pessoas já morreram na caixa d'água de São Paulo, atualmente é o esgoto a céu aberto do maior estado do Brasil. Essa caixa d'água é "fiscalizada" pela Marinha do Brasil, soube que fazem blitz para ver quem está irregular, principalmente com relação ao bafômetro, nas embarcações e outros correlatos.
 
Tem muitas Marinas por lá. Será que dão algo ou pagam algum imposto a alguém para funcionar, qual contrapartida?
 
O mais triste e muito lamentável foi a morte de uma menina de quinze anos, atleta da canoagem da seleção brasileira. Estava longe de seus pais e de sua família. Então como pode isso? Patrocinada pelo BNDS, confederação Brasileira de Canoagem, essa morte não tem o mínimo de explicação... Morrer afogada, cadê seu tutor, responsável, técnico, onde estavam? O que dirão aos familiares, amigos, a nós? A polícia tem que investigar e achar o motivo do lamentável acontecimento.
 
Essa caixa d'água sustenta ainda municípios como Embu-Guaçu, Itapecerica-Serra, Juquitiba, Taboão da Serra, Embu, Osasco, cidade esta que comprava água de São Paulo por longos anos e que não pagou a cont. Então a "proprietária pegou de volta a concessão das águas, sabe-se lá se a dívida desse município foi pago”. A cada ano que passa a água fica um bem escasso e população parece não ter consciência disso, como preciso e mais prédios sendo construídos.
 
Meus sentimentos a essa família da atleta tão menina e com futuro promissor.
 
Salvai-o!
 
 
E-mail: viltongiglio25@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 18/03/2014

Alegrias e tristezas em logradouros públicos, numa cidade como São Paulo, não deve estranhar muito. Sua crOnica está muito boa, Giglio, parabéns.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 11/03/2014

Vilton, infelizmente acontece o mesmo por aqui..

Sempre temos noticias de pessoas que morrem afogadas, há pouco tempo uma família inteira,veio se divertir e afogaram todos.

Represa é um perigo!

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 11/03/2014

Vilton, são tantas as dificuldades que até comentar fica complicado. Mas o caso da menina é por demais arrepiante. Acompanhei o caso com muita tristeza e indignação. Um abraço.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 11/03/2014

Quando tinha 10anos me deparei com a morte por afogamento de um garotinho da rua onde morava...nunca mais esqueci a dôr da sua mãe e a partir daí meu coração se entristece a cada notícia de morte por afogamento de jovens que poderiam ter sido evitadas...

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 11/03/2014

Sempre que há possibilidade o “botina amarela” relembra a Represa de Guarapiranga, principalmente com esse estiagem. Pena que a mesma esteja tão degradada. Parabéns pelo texto. Veja:

Represa de Guarapiranga: ESCOPO

http://carlosfatorelli27013.blogspot.com.br/2014/01/represa-de-guarapiranga-escopo.html

Enviado por Carlos Fatorelli - cafatorelli@gmail.com
Publicado em 11/03/2014

caso de afogamentos em sao paulo e muito grande. a poucos meses,

em uma lagoa 5 jovens morreram afogados, ninguem toma nenhuma providencia. ISSO E BRASIL. VIVA OS POLITICOS.

Enviado por João Cláudio Capasso - jccapasso2@hotmail.com
Publicado em 11/03/2014

Vilton, realmente é lamentável o fim dessa promissora atleta, só estranho que ela sendo uma atleta desse esporte não estivesse protegida por um colete salva-vidas. Parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 10/03/2014

Vilton, infelizmente não há investimento em educação de qualidade, portanto estamos sujeitos a tudo isso. Sentimentos pela morte da menina.Um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
« Anterior 1 Próxima »