Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Orlandil Autor(a): Ana Regina Carnevalli Parra - Conheça esse autor
História publicada em 14/03/2014
Todo sempre sorridente,
solicito e bem humorado.
Filho de latino americanos,
gente de coragem e aventureiros.
 
Chegava diariamente com mil desculpas
pelo atraso no trabalho,
lá no final da Brigadeiro Luiz Antonio.
Levava papéis para todo o lado.
 
Conhecia o pessoal como ninguém.
Era hábil no acesso, 
desde a portaria
até o alto escalão.
 
Danado, sabia todo ponto frágil.
Com as garotas então, se dizia um Dom Juan!
 
Seu forte era conversar sobre tudo,
desde futebol, rock, dança, loteria,
últimas notícias e das suas artimanhas.
 
Certa vez entrou em uma sala de reunião vazia
e sentou-se na alta cadeira estofada,
com pose de executivo, imitava gestos,
falava com ar de seriedade no telefone,
depois ria das estripulias.
 
Não sei não, se era ele quem dava o tom
para escola de samba na avenida.
 
E-mail: arcparra@ig.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 19/03/2014

Versos alegres, bem redigidos com muita lógica, parabéns, Parra.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 17/03/2014

Ana, nada como levar a vida sempre com alegria, mesmo que seja fazendo artimanhas. Muito bom, um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 14/03/2014

Que ótimo, Ana. De estripulias, me lembrei, um dia, de quase experimentar o vinho do padre às escondidas. Um beijo.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »