Leia as Histórias

Categoria - Personagens Quem os conhece sabe que é verdade Autor(a): Marcos Aurélio Loureiro - Conheça esse autor
História publicada em 03/04/2014
Hoje, isso não é mais muito comum, mas já houve época em que era até meio que usual: os pais colocarem os nomes dos filhos, iniciando com a mesma letra. Na minha casa mesmo são: Milton, Marcos e Maurício. Tenho um tio que os homens começam todos com A e as mulheres todas com M. 
 
Mas lá na Parada Inglesa, bairro em que nasci, cresci e vivi boa parte de toda minha vida, lugar para onde haverei de voltar, tinha um casal que superou todas as expectativas no sentido de combinar nomes, sejam os deles como o dos filhos. Para começar, em uma quermesse que aconteceu na Paróquia de Nossa Senhora dos Prazeres, quando a sede da paróquia ainda era lá na Capelinha de São Jose, próximo do prédio do antigo Grupo Escolar Frei Antônio Santana Galvão, isso lá pelos idos de 1937, o seu Gino conheceu uma linda senhorita que por coincidência chamava-se Gina. A paridade dos nomes foi o tique para a paixão que acabou resultando em um casamento já no ano seguinte de 1938. 
 
Neste casamento, aliás muito bem sucedido, foram felizes até quando Deus levou a dona Gina, em 2004, e não tardou a vir buscar seu amado Gino, em 2006. Nasceram sete filhos, nada incomum para aqueles tempos que ter muitos filhos era rotineiro. Quatro eram meninos e três eram meninas - hoje são adultos há muito tempo e já são pais de filhos e avós de muitos netos, eu conheço todos. 
 
Mas o inusitado mesmo foram os nomes que o seu Gino e a dona Gina deram a estes quatro filhos e três filhas, amigos meus. Os rapazes chamam-se: Lino, Rino, Pino e Nino. As meninas chamam-se: Pina, Rina e Lina. 
 
Um abraço a todos vocês meus grandes amigos (não se esqueçam de que vocês prometeram que iam ler este relato). Saudades eterna dos seus pais, Gino e Gina.
 
 
E-mail: marcoslour_ti@yahoo.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 18/04/2014

Wal, eles leram sim, ficaram exultantes de alegria. Ligaram aqui para casa agradecendo. Foi muito legal. Eu meus irmãos também começamos com M.

Enviado por Marcos Aurelio Loureiro - marcoslur_ti@yahoo.com.br
Publicado em 10/04/2014

Muito interessante. Quando estudei no segundo grau, tinhamos um colega que chamava-se Mozart. A Curiosidade é que ele tinha irmãos também com nomes de Beethoven, Tchaikovski, e mais algum que não me lembro....me parece que o pai deles era maestro.

Enviado por ALCIONE GODOY PIRES - alcionegpires@ig.com.br
Publicado em 08/04/2014

Meu querido Marcos,sinto muito mas voce deve saber que todos os filhos e netos da d.Gina e do Sr.Gino poderão até ler esta sua homenagem e ficarem muito agradecidos mas infelismente duvido que conseguirão comentar!!!

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 06/04/2014

Interessante na nossa família temos uma tia que colocou o nome de seus filhos todos com R, Roseli, Regina, Romilda, Rubens, Rui.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 04/04/2014

Marcos, realmente são nomes curiosos, quem não conhece as pessoas podem até pensar que são apelidos, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 04/04/2014

Marcos, lembrei também da época em que os pais colocavam nomes em seus filhos os dos santos do dia do nascimento.Lá em casa foi assim. Linda sua homenagem aos seus pais. Um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 04/04/2014

Marcos,também ficamos com saudades das suas histórias.Linda homenagem para o sr Gino e a dona Gina que foram muito criativos nos nomes dos filhos,em tempos de hoje tornaram-se modernos,pois os famosos escolhem nomes diferentes e curtíssimos para os filhos,o único que deve ter sofrido um pouco na infância foi o Pino mas não é tão ruim assim.Minha mãe também colocou os nomes dos 9 filhos com "W" e eu odiava as piadinhas,não me perguntem porque,mas eu sem querer(querendo)coloquei o nome dos meus 5 filhos todos com "M" Puxa agora que eu notei,só virei o "W" de ponta cabeça!!!

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 04/04/2014

Sua curiosa narrativa, fez com que eu me lembra-se de uma família de um amigo lá na Freguesia do Ó que ele era Daniel casou-se a Deise, e os filhos a medida que iam nascendo recebiam nomes começando com D, e assim vieram o Denis, o Darcio, o Décio, a Doroti, a Dolores, e por fim o Darci, mais tarde adotaram um cão pastor que recebeu o nome de Dique. Pode? Parabéns meu querido e saudações Alvi Negras, mesmo fora das finais, aguardando títulos de campeonatos mais importantes, com a Libertadores e Mundial. (risos) rsrsr.

Enviado por Arthur Miranda (Tutu) - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 04/04/2014

Que bela homenagem ao Gino e á Gina.

Antigamente era normal, na minha casa tinha Benedito e Benedita.

Ela era muito devota do Santo.

Abraço

Enviado por Benedita Alves dos Anjos - dosanjos81@gmail.com
Publicado em 04/04/2014

Pois é, Marcos, juntando-me a estas felizes coincidências, eu Modesto laruccia, minha esposa, Myrte, meus filhos, Maurício, Moacyr, Maria, Marcello e Myllene, os sete, ostentem nos seus nomes, o "M" já consagrado. Não estendo mais os comentários por causa da "dengue", que me pegou,em cheio.

Parabéns, Loureiro.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
« Anterior 1 2 Próxima »