Leia as Histórias

Categoria - São Paulo do século XXI Voltando das férias Autor(a): Arthur Miranda (Tutu) - Conheça esse autor
História publicada em 04/04/2014
Estou retornando de um período de merecidas férias, depois de vários anos colaborando "eficazmente", diga-se de passagem, para o sucesso desse já vitorioso site. Resolvi por conta própria tirar umas férias não remuneradas, então parei por algum tempo de enviar minhas costumeiras histórias.
 
Mas a saudades dos amigos e a louca vaidade, somados ao vício de ouvir os saldáveis e generosos comentários dos queridos leitores e companheiros, obrigaram-me a interromper o meu recesso e retornar rapidamente à minha função, que é a de continuar poluindo todos vocês com minhas histórias simples e nem sempre a gosto de todos. Nesse período estacionei a minha pessoa por alguns dias na casa de parentes em São Paulo e assim, por uma semana, andei passeando por minha (e nossa) São Paulo de graça, seja de ônibus, de trem, de metrô, como também de carro, levado por parentes ( que tiveram que me aguentar e sustentar por uma semana). 
 
Com isso a minha economia financeira foi tão eficaz que eu estou pensando seriamente em pegar a esposa e ir viver por conta deles por seis meses ou mais. Estou só procurando saber se eles podem deduzir do Imposto de Renda o que gastaram comigo para, então, assumir essa ideia. O que vocês acham? (risos).
 
Andando por nossa cidade, bolei esse monólogo em homenagem a mesma.
 
Minha cidade de outrora
 
Ah!... Minha cidade de outrora
O tempo levou quase tudo embora
a velha Augusta, a Aurora e a Vitória
o velho Largo do Café
também o largo do Tesouro,
e os bondes da nossa São João.
 
Os belos cinemas desapareceram
Muitos então, viraram "igrejas".
Meu Deus como é grande a tristeza
que habita o meu coração.
 
Estou na Libero Badaró,
passei pela Barão de Itapetininga
e Antônio de Godoy .
 
Andei pela Santa Ifigênia
passei pela Av. Ipiranga
e até pela Senador Queiros.
Andei pela 25 de março
a procura de algo barato
e nem isso hoje em dia
a gente não encontra mais.
 
Andei até dizer chega
e se andasse só mais um pouco
teria chegado no Brás.
 
Voltei meio distraído
pensando um pouco na vida.
Olhei bem para o Mercadão
que há muito tempo eu não via.
 
Voltando passei pelo Arouche
que além de Largo, também é Rua.
Andei pela Vieira de Carvalho,
cheguei à Praça da Republica
e não contive a tentação
de dar uma chegadinha na Rua da Consolação
 
Olhei para o cemitério
e fiquei com o semblante sério
pensando nesse mistério
de quando se chega lá.
 
Te amo São Paulo de outrora,
mas eu te amo ainda mais
do jeito que estas agora.
 
Desci a Xavier de Toledo
depois da Ramos de Azevedo
e como já era noite,
cheguei morrendo de medo
na 24 de maio.
 
Atravessei o viaduto, que de Chá,
não tem nada, e na Praça do Patriarca
entrei pela Rua São Bento.
 
Saí na Antônio Prado,
e me vi outra vez na famosa Av. São João,
pertinho do Anhangabaú,
passei pelo lendário Martinelli,
pela Praça do Correio,
a caminho do Paissandu.
 
Fui até a Júlio Mesquita, onde nos anos 60
eu trabalhei no Teatro Natal,
foi até a Barão de Limeira
que há muitos anos eu não via
e nem por ali eu passava.
 
E como já era tarde
deixei o passado de lado
resolvi voltar para casa,
antes de ser assaltado.
 
Mas voltei pensando baixinho,
 
Ah!... Minha querida São Paulo
Aquela São Paulo de Outrora
Rua Augusta, Rua Vitória, e Aurora.
Como nosso tempo passou!
 
Por isso eu repito agora
Te amo São Paulo de Outrora,
mas eu te amo ainda mais
do jeitinho que estas agora.
 
E quanto mais você se ajeita e cresce
eu te amo ainda mais.
 
 
 
 
E-mail: 27.miranda@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 04/04/2014

Meu querido me senti diante de um mapa com todas as avenidas e ruas principais do centro de São Paulo,voce fez falta a todos nós que ficamos acostumados a ler sempre algo escrito por voce.Volte sempre para passear e se hospedar nos amigos que te acolhem,mas volte também a se hospedar no nosso site.

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 04/04/2014

Arthur - Mande um lenço para enxugar as lagrimas. Formidavel - Bom regresso e aproveita para apontar o lápis e concorrer com o antigo programa da TV Cultura " La vem História " ... Forte abraço ...

Enviado por José Aureliano Oliveira - joseaurelianooliveira.aureliano@yahoo.com.br
« Anterior 1 2 Próxima »