Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Vaga aranha Autor(a): Luizinho trocate - Conheça esse autor
História publicada em 25/04/2014
Há nas grandes cidades um mundo oculto. Cenas que só se descortinam mediante extrema atenção. Um exemplo, na altura do número tal da Rua Pagano Sobrinho (Pagano, que foi um humorista paulistano muito inteligente, com tiradas curtas e sarcásticas como a famosa “essa é para pensar em casa”), em São Paulo, há uma pequena árvore que de tempos em tempos fica muito florida. Nada demais, se pensarmos que árvores floridas são comuns; tudo demais se olharmos isso, este florir, como uma coisa absolutamente mágica, mas tudo bem.
 
Não passo sempre ali, mas quando passo ela lá está resplandecente, o que dá o que pensar. Então, além das flores, recentemente notei um ninho – minúsculo – entre galhos e uma sabiá (póca, aquelas de rabo comprido) a vigiar. Em um rompante uma pequena aranha escala o tronco da minha (nesse instante em que a olho, minha) arvorezinha e a sabiá zás! Leva no bico a vaga aranha que seu filhote no ninho, biquinho aberto, faminto, espera.
 
Não, não sei se foi isso ou inferi que foi isso, pois tudo na natureza acontece de forma absolutamente rápida, mas essa preocupação obsessiva dos pássaros (dos animais) com seus filhotes é uma coisa. E aí vemos o que acontece por aí, as manchetes dos jornais, os dias que correm.
 
E-mail: slramos@bol.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 05/05/2014

Luizinho, as aves nos dão lições valiosas sôbre sobrevivência e amor para com seus filhotes, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 29/04/2014

E as manchetes dos jornais nos entristecem. Às vezes invejo os pássaros.

Enviado por Marcos Aurelio Loureiro - marcoslur_ti@yahoo.com.br
Publicado em 29/04/2014

Luizinho, é o equilíbrio da vida. Um abraço.

Enviado por Margarida Pedroso Peramezza - margaridaperamezza@gmail.com
Publicado em 25/04/2014

É por isso que existe "O amor à primeira vista" Abraços Trocate ...

Enviado por José Aureliano Oliveira - joseaurelianooliveira.aureliano@yahoo.com.br
Publicado em 25/04/2014

A rapidez da natureza se assemelha a um piscar de ólhos, transformando, em pequenas doses, o estado de uma vida em dar sequência a outra. Parabéns, Luizinho.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »