Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Sujinho, uma lenda viva Autor(a): Niderce Teresa Martins - Conheça esse autor
História publicada em 11/06/2014
São Paulo é uma diversidade de culturas e com isso sempre podemos aprender e conhecer mais.
 
Com esse pensamento, retornamos ao Sujinho, no dia 31 de dezembro de 2013, depois de muitos anos...
 
O restaurante fica na Rua da Consolação, esquina com Rua Maceió e o outro, Rua da Consolação esquina da Rua Matias Aires.
 
Enquanto saboreávamos nossa refeição, pudemos observar os inúmeros prédios, o trânsito, as pessoas; algumas apressadas, outras mais tranquilas...
 
Ficamos felizes, em poder compartilhar esse momento tão especial e por isso transcrevo abaixo texto que copiei do próprio restaurante.
 
"Anos 60, região famosa pelas inúmeras boates. Nascia então, na esquina da Rua da Consolação, com Maceió, um bar sem nome, sob o comando dos
sócios portugueses, ‘Antonio's’ apelidado pela alcunha de ‘o careca’ e ‘o cabeludo, como eram chamados pelos funcionários e frequentadores da casa.
Homens leais, trabalhadores, obstinados, segundo conta Ventura, vivenciador desde a abertura da casa, o que demonstra os seus cabelos brancos.”
 
Recorda ainda, que o bar era frequentado por muitos artistas da jovem guarda, faziam ali o ponto de encontro para tomar um café, comer um delicioso bolinho de bacalhau ou alguns pedaços de pizza, enquanto admiravam as desejadas damas da noite que desfilavam seus corpos esculturais pela famosa boca do luxo, como era denominada a Rua da Consolação naquela época.
 
O bar sempre funcionou 24 horas, algum tempo depois, passou a servir refeições em um pequeno salão de 24 mesas. Com a reforma, instalou-se uma churrasqueira onde eram preparados churrascos em espeto de bambu. Naquela época ninguém conhecia o que era picanha, só se falava em contra filet, foi então, que surgiu o "contra com osso" e até hoje, essa mesma churrasqueira faz a melhor bisteca de São Paulo, além de outros deliciosos churrascos.
 
Alguns reparos foram feitos para manter a tradição e o sabor original, acompanhando a demanda dos clientes que se multiplicavam ao longos dos anos.
 
É inimaginável quantos churrascos forma feitos nela e perde-se a conta de quantas pessoas, artistas, políticos famosos, atletas, boêmios, socialites, quantas histórias por ali passaram...
 
Se essa churrasqueira falasse, com certeza teríamos alguns best sellers de contos, encontros e desencontros, amores, desamores, separações, enfim, os fatos cotidianos da vida real.
 
O Sujinho sempre foi assim "eclético", sem preconceitos, em uma mistura de raças, credos, classes sociais, bem do jeitinho brasileiro.
 
O nome Sujinho, foi batizado pelo jeito simples, como eram tratados seus clientes, alguns até famosos, que frequentavam também os tradicionais restaurantes da época, mas encontravam no Sujinho, um clima de descontração e amizade.
 
Anos 80, pensavam os "Antonio's" em se aposentarem após sua árdua caminhada, revezando-se em turnos de 12 horas, fazendo eles mesmos os churrascos. Colocaram à venda... E por obra do destino os "Afonso's", pai e filho, também portugueses de Vianna do Castelo, experientes no ramo de restaurantes, churrascarias e padarias, adquiriram o patrimônio e resolveram expandir o negócio em mais três endereços, sempre focando a qualidade de seus produtos e serviços.
 
Mantiveram o nome pela tradição histórica de seus clientes e hoje o Sujinho possui uma central de abastecimento e outra cortes especiais para suas carnes, que chegam às filiais padronizadas e acondicionadas climaticamente de acordo com o rígido controle de qualidade e higiene, sob a supervisão de experientes funcionários, acompanhados sempre pela vigilância dos proprietários.
 
Outro de seus segredos... As carnes são frescas e fornecidas com exclusividade, duas vezes ao dia (antes e depois do almoço) contribuindo assim para controlar o consumo e não haver sobras para o dia seguinte.
 
“Com mais de 40 anos de tradição, fruto de uma dedicação prazerosa, oferecida a pessoas, como você, cliente e amigo, que nos prestigia ao longo desses anos, fazendo parte da nossa história, confiando na transparência de nossas ações, garantindo cada vez mais resultados qualitativos para nossos produtos e serviços."
 
 
Espero que tenham gostado dessa feliz experiência que compartilho com todos...
 
E-mail: niderceteresa@bol.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 27/06/2014

Agradeço o carinho e atenção de todos!

Niderce

Enviado por Niderce Teresa Martins - niderceteresa@bol.com.br
Publicado em 17/06/2014

Que história leegal!

Gostei da comida de lá!

Foi o primeiro restaurante com a comida mais gostosa do mundo!

Seu querido filho:Santiaguinho ou Santi jr.

Enviado por Balacobaco - pablo-aliaga@bol.com.br
Publicado em 17/06/2014

Interessante texto sobre um antigo e bem popular restaurante de São Paulo. Bem relatado e com fartura de detalhes informáticos. Parabéns, Niderce.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 16/06/2014

No realidade o sujinho só tem um defeito para os dias atuais, não aceitam cartões para pagamento das despesas dos consumidores e isso para os dias atuais e futuros pode vir a ser fatal. Pois a cada dia que passa eu mantenho menos dinheiro em minha carteira, atualmente não passa de alguns trocados. Atualmente nem sei se eles já aceitam os mesmos. Niderce, parabéns pelo saboroso texto que no final acabou abrindo meu apetite.

Enviado por Arthur Miranda (Tutu) - 27.miranda@gmail.com
Publicado em 14/06/2014

Niderce, conheci o Sujinho a muito tempo atrás, a comida era excelente, seu texto despertou a minha vontade de voltar lá novamente para relembrar os velhso tempos, gostei do seu texto, parabéns.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 13/06/2014

Niderce, que legal! Já tenho um programa prá lá de interessante na minha próxima visita à cidade. Parabéns, querida. E obrigada por essas informações preciosas. Outra coisa: você estava sumida, menina. Não faz isso mais não.... Beijos.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 12/06/2014

eu nasci na rua da consolação, (em 1954 o bar já existia)com o NOME do BAR ERA MOURISCA, depois passou a ser o famoso SUJINHO;

Enviado por João Cláudio Capasso - jccapasso2@hotmail.com
Publicado em 11/06/2014

Muito bom Niderce. Além da bisteca, gosto muito da salada de repolho e da polenta frita do Sujinho.

Enviado por Abilio Macêdo - abilio.macedo@bol.com.br
Publicado em 11/06/2014

Eu comi lá diversas vezes, não sabia que ainda existia.

Enviado por Marcos Aurélio Loureiro - marcoslur_ti@yahoo.com.br
Publicado em 11/06/2014

Niderce, bom conhecer esses dados, nunca entrei nesse restaurante, quem sabe um dia eu vá tomar um lanche ou almoçar aguçado pelo seu texto, parabéns,Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »