Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Bairro do Ipiranga e suas histórias Autor(a): Nelinho - Conheça esse autor
História publicada em 27/06/2014
Como todos já sabem, eu sou um morador antigo do Ipiranga e tenho por este bairro um carinho todo especial. Aqui nasci, no longínquo ano de 1935. Naquela época, a maioria dos nascimentos ocorriam na casa das parturientes através das parteiras. 
 
No meu caso, quem funcionou foi uma senhora de nome Amabile (aliás, essa pessoa deve ter sido a responsável pelo nascimento de centenas de crianças naquela época, pois seu nome era sempre citado quando havia um nascimento nas redondezas). 
 
Há tempos atrás, em conversa com o então oficial maior do cartório, Sr. Rinaldo Zampieri, demonstrei curiosidade em conhecer os primeiros registros efetuados pelo órgão desde a sua implantação. 
 
Os dados que consegui obter na ocasião foram os seguintes:
 
– O primeiro registro de nascimento ocorreu no dia 25/07/1919, conforme consta nas fls. 001F do Livro A001. O Sr. Humberto Pavani comunicou o nascimento de seu filho Arnaldo, ocorrido no dia anterior, às 6 horas, em sua residência à Rua Oliveira Alves, 42, sendo a mãe a Sra. Annita Pavani.
 
– Em 06/09/1919, registrou-se a cerimônia do primeiro casamento. Foram os noivos Bruno Augusto Lucito e Marietta Josem da Silveira Rosa, conforme anotado no Livro B001, fls. 001F.
 
– O primeiro registro de óbito ocorreu em 02/08/1919. A falecida foi a Sra. Maria Pradella, operária de nacionalidade italiana. Sua morte foi causada por tuberculose e aconteceu às 3 horas na Rua dos Patriotas, 56. O assento foi feito no Livro C-001 - Fls. 001F.
 
No mesmo cartório constam ainda os seguintes registros:
 
– Primeiro casamento do ex- presidente Luis Inácio Lula da Silva, cuja esposa Sra. Maria de Lourdes Ribeiro da Silva veio a falecer durante um parto no ano de 1970.
 
– Registro de nascimento do jogador penta campeão do mundo Denilson, hoje comentarista da Band.
 
– Atestado de Óbito de Amábile Wisenteiner, a Irmã Paulina da Conceição do Apostolado de Jesus, a primeira santa brasileira!
 
No dia 9 de cada mês é realizada uma missa para adoração de Santa Paulina e quem passa em frente à capela do Seminário da Sagrada Família, na Av. Nazaré, poderá notar várias faixas de agradecimento à Santa por graças alcançadas pelos fiéis.
 
Estes são mais alguns fatos do meu querido bairro do Ipiranga, o bairro do grito.
E-mail: lt.ltesser@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 01/07/2014

Nelinho, você fez um trabalho extraordinário. Digno de um bom historiador. Fica o convite para você visitar Nova Trento, berço religioso da hoje Santa Paulina. Um lugar fantástico também. Por favor, Nelinho, continue a operação e traga mais notícias desse bairro único. Um abraço e meus parabéns.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 30/06/2014

Estimado "conterrâneo" de bairro, saudações ipiranguistas. Apareci no saudoso Hospital Leão XIII nos anos 50. Lógicamente, fui registrado neste cartório com o nº048718, constante no livro A092/folha 0008. Na década de 60, residi na esquina da Nazaré com a Moreira e Costa no andar superior de uma escola. O imóvel deu lugar a uma agência de automóvel —se não me engano— e o Leão XIII mudou de nome e direção. Um forte abraço.

Enviado por Hilton Takahashi - almasementes@gmail.com
Publicado em 27/06/2014

O Nelinho é assim mesmo, presenteia a todos com informes curiosos de seu querido bairro do grito. Nelinho, sua acorrência aos registros daquela época deve ter muitas curiosidades, vamos "dezenterra-las", por favor.

Parabéns pela narrativa, Nelinho.

Laruccia

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »