Leia as Histórias

Categoria - Paisagens e lugares Capela dos Aflitos Autor(a): Oscar Mendes Filho - Conheça esse autor
História publicada em 09/09/2014
Essa capela fica no bairro da Liberdade, em São Paulo, mais precisamente na travessa homônima, num beco na rua dos Estudantes.
 
Originalmente o terreno onde foi construída era o do primeiro cemitério de São Paulo, o Cemitério dos Aflitos, aberto em 1775, onde eram enterrados principalmente escravos, gente pobre, criminosos e executados. Isso porque as pessoas mais abastadas eram sepultadas no interior das igrejas, sendo os cemitérios destinados a pessoas sem “linhagem”.
 
Quando o Cemitério da Consolação foi aberto, em 1858, o dos Aflitos foi então desativado e em seguida construiu-se essa capela.
 
Porém, o mórbido detalhe é que os restos mortais dos que nesse cemitério estavam enterrados não foram removidos, afinal de contas, como não pertenciam a pessoas de poder aquisitivo, tratando-se de pobres, criminosos e etc, ninguém nunca se preocupou com o destino dessas ossadas. Tanto que não há nenhum registro sobre a remoção de alguma delas.
 
Há diversos relatos de visões de espíritos tanto na capela quanto nos seus arredores. Até mesmo porque ao lado dela foram aplicadas penas capitais àqueles que foram condenados pela justiça, mais precisamente, através do enforcamento.
 
E-mail: oscar.mendes01@gmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 11/09/2014

Nada como saber mais,tinha um amigo que dizia:-" morremos e não sabemos nada".

Obrigado po sua contribuição a história de São e aos nossos conhecimentos.

Um abraço.

Enviado por Vilton Giglio - viltongiglio25@gmail.com
Publicado em 11/09/2014

Enfim uma lembrança sobre a história de nossa São Paulo. Parabéns!

Enviado por Joaquim Ignácio de Souza Netto - joaquim.ignacio@bol.com.br
Publicado em 10/09/2014

Oscar, você traz detalhes interessantes sobre a capela dos aflitos, eu mesmo ignorava o fato de que os restos mortais das pessoas enterradas no terreno da Capela não foram removidos, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 10/09/2014

Dai seu nome de "Igreja dos Enforcados"; pode ser, também em homenagem aos que foram arrastados pra um endividamento irrecuperável, penúria total e definitiva. Se não for, passa a ser. Texto bem interessante, Oscar.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 10/09/2014

Meu caro Oscar,já vi que voce aprecia muito suspense e terror.Acredito que antigamente as pessoas temiam e respeitavam mais os lugares onde seres humanos foram dizimados e torturados, hoje as histórias parecem corriqueiras...Temos os Campos de Concentração na Alemanha e tão parecido aqui em São Paulo o Parque da Juventude antiga Casa de Detenção onde por décadas foram segregados sujeitos perversos misturados a pessoas quase sem motivo para estarem lá e os mais fracos sofriam a perversidade dos mais fortes...E os anos da Ditadura Militar em que a tortura de todas as formas sádicas, mataram com crueldade extrema tantos jovens que queriam apenas um Pais melhor. Eu particularmente choro a cada vez que assisto algo referente a estas violências cruéis e respeito com uma dôr profunda,todos os mortos destes episódios que ninguém nunca deveria esquecer e repudiar com todas as forças sempre...

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
« Anterior 1 Próxima »