Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Lembranças maravilhosas em São Paulo Autor(a): João Cláudio Capasso - Conheça esse autor
História publicada em 04/02/2015
Hoje eu estou com 74 anos. Sempre vivi na cidade de São Paulo. acompanhei várias mudanças na capital.
 
Vou fazer um retrospecto da minha vida na cidade. Lembrar dos lugares maravilhosos que eu frequentei.
 
Nos anos 1960, eu e os amigos íamos tomar soverte na famosa sorveteria Casa Whiskie, que ficava na Rua Alburquerque Lins com a Praça Marechal Deodoro.
 
Frequentávamos o bar Mourisca, que depois ficou famoso como Bar Sujinho, e comíamos as deliciosas coxinhas do Fasano, na Rua Vieira de Carvalho.
 
As deliciosas feijoadas do restaurante do Papai, os frutos do mar no bar Parreirinha, no centro da cidade... Na madrugada, comer no restaurante Um dois feijão com arroz.
 
Também íamos ao Bar Dançante Atlântico, ao Salão Avenida Danças.
 
Nos carnavais, os clubes Palmeiras, Arakan Holmes Piratininga e Paramont faziam nossa alegria.
 
Tomar café à noite no Aeroporto de Congonhas.
 
As lindas paqueras no centro da cidade, nas Ruas Barão de Itapetininga e 7 de abril.
 
Os deliciosos sanduíches da leiteria americana, na Rua Xavier de Toledo.
 
Os maravilhosos jogos de futebol de várzea, ao sábados ou aos domingos na parte da manhã.
 
As frequentes visitas ao famoso bar da época o bar Riviera, na rua da Consolação.
 
Enfim, a minha vida na mocidade foi de muita festas, tive uma sorte de ter amigos verdadeiros.
 
Nos fins de semanas frequentava a famosa “boca do luxo”. Nunca fomos assaltados, não tinha essa violência de hoje.
 
Era uma época maravilhosa...
 
Até que tudo termina. Todos se casaram. Muitos já faleceram...
 
Esta foi mais uma das minhas histórias de solteiro, na cidade de São Paulo.
 
E-mail: jccapasso2@hotmail.com
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 16/02/2015

João, que folego em ? Fazer esta peregrinação como vc fez é gostar muito de SP, Parabens nossa capital é e sempre será muito apreciada, temos ainda muitos lugares otimos onde se pode passar boas horas com amigos, belas recordações, parabens, Marquezin

Enviado por João Marquezin - joaomarquezin@yahoo.com.br
Publicado em 07/02/2015

Senhor João

O que me chateia muito é saber que nada hoje em dia substituiu as coisas boas daquele tempo.

O que se vê pela cidade é mendigos, drogados e alienados.

Vá ver a praça Ramos de Azevedo, a 14 bis, os baixos do minhocão.

Só o mar não mudou, continua com suas ondas indo, vindo e batendo na praia.

Restou para nossa juventude de hoje os celulares de última geração e os selfies.

Que saudades de São Paulo de 50 anos atrás.

Tempos que não voltam mais.

Nasci na Penha em 1954.

Enviado por Edmir Espindola - edmirespindola@hotmail.com
Publicado em 06/02/2015

Capasso, bela retrospectiva de uma época não tão distante, apesar de paulista de Santo Amaro, conheci poucos lugares por você mencionado, talvez pela distancia de nosso bairro ao centro cerca de 15,0 km, parabéns, Estan.

Enviado por Estanislau Rybczynski - estan_tec@hotmail.com
Publicado em 06/02/2015

Um belo passeio, Capasso, continue andando ligeirinho que isso faz bem a saúde. Parabéns, João.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 05/02/2015

Capasso,

Boas lembranças as suas! Sua história acompanhada à minha história de vida. Eu, agora com 67, entrei, pesseei e viví momentos iguais ao da sua.

Glutão e "formigão" além dos sanduíches, "mandava ver" os calóricos doces, tanto da Leiteria Americana quanto da Leiteria Paulista - que ficava do outro lado da Xavier. Nas noites frias de S. Paulo, eu tomava xícaras e mais xicaras de chocolate quente. Valeu! Abração, Natale

Enviado por Wilson Natale - wilsonnatale@gmail.com
Publicado em 04/02/2015

João, se eu não tomo cuidado poderia ter dado

uma bela trombada com você em cada um desses lugares que tanto conheci na mesma época que você. Garanto que lendo suas reminiscências fiquei saudoso!

Enviado por Miguel S. G. Chammas - misagaxa@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »