Leia as Histórias

Categoria - Nossos bairros, nossas vidas Memórias de Pinheiros Autor(a): Miguel S. G. Chammas - Conheça esse autor
História publicada em 09/12/2014

Desde muita tenra idade, mesmo sendo um “bixiguense” nato, tive um carinho todo especial ao bairro de Pinheiros e, com certeza, tive grandes momentos da minha trajetória de vida nesse bairro de grandes tradições.

Ainda criança, lembro que minha mãe me levava para consultas médicas no complexo da Faculdade de Medicina da USP e, depois, descia comigo pela Rua Theodoro Sampaio na busca de algumas comprinhas econômicas, ou fazer uma oração na Igreja do Calvário na Rua Cardeal Arcoverde.
 
Foram muitas as incursões ao Cemitério São Paulo, para visitar as grandes obras de arte ali existentes. O Mausoléu dos Combatentes Mortos na Revolução Federalista de 1932; o túmulo da Menina Izildinha (Maria Izilda de Castro Ribeiro), que em 1958 teve seus restos mortais transferidos para a cidade de Monte Alto (SP); ou ainda, o Mausoléu dos Esportistas, onde foi sepultado o craque Arthur Friedeinrich e guarda, também, desde este ano, os restos mortais de Oberdan Cattani.
 
Os anos foram passando e minha ligação com o bairro foi ficando cada vez maior.
 
Em próximos textos continuarei registrando minhas memórias.
 
E-mail: misagaxa@terra.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 12/12/2014

Que bom que você vai continuar escrevendo sobre esse bairro encantador, Miguel. Eu também adoro Pinheiros. Na realidade, conheci o bairro nos anos 70, quando me matriculei na USP e, depois, namorando o meu futuro marido, caminhávamos pelas ruas lindas para chegar à casa de uma tia muito especial , felizmente, ainda viva. Aguardo outros relatos. Um abraço e meus parabéns.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
Publicado em 10/12/2014

Como sempre excelentes memórias e curiosidades,nesta oportunidade sobre Pinheiros.É sempre muito bom ler suas histórias.

Enviado por Ana Maris de Figueiredo Ribeiro - anamarisribeiro@ig.com.br
Publicado em 10/12/2014

Miguel, trabalhei alguns anos no bairro de Pinheiros, mais precisamente na Rua Oscar Freire além de frequentar, na minha juventude, o famoso salão de bailes "Tangará" de saudosa memória, parabéns pelo texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 10/12/2014

Gosto muito do bairro de Pinheiros ,Frequentava muito aos domingos a Rua Teodoro Sampaio onde comprei muita coisa para decorar a casa desde móveis estátuas quadros e arranjos magníficos A menina Izildinha era muito respeitada em meu tempo de criança...

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 10/12/2014

Miguel com suas consagradas memórias, contando como só ele sabe fazer, curiosidades de bairros que marcaram e continuam marcando sua existência com progresso e desenvolvimento.

Escrita bem clara e respeitosa, como sempre. Parabéns, Chammas.

Laruccia

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
« Anterior 1 Próxima »