Leia as Histórias

Categoria - Outras histórias Minha Eterna Namorada Autor(a): Samuel de Leonardo - Conheça esse autor
História publicada em 12/12/2014
Sempre tive muitas dificuldades para decorar nome de pessoas, datas de aniversários, números de telefones, e principalmente fórmulas matemáticas. Confesso, nunca me esforcei para corrigir tal deficiência, mas me gabo da minha capacidade por ter desenvolvido empiricamente uma técnica, a de associar fatos de épocas com músicas. Por vezes uma canção vêm à lembrança, saída lá bem no fundo da memória, ao ouvir uma música “lá dos meus tempos”, tempos estes da minha primeira juventude, agora estou na segunda, quase chegando na terceira. Explico, se é jovem de várias maneiras, aos 20 a gente pensa que sabe de tudo, mas é um tolo. Aos 40 sabe que não sabe de nada e tem a certeza que é mesmo um tolo e, após os 60 espero estar vivo para ser simplesmente um jovem tolo há mais tempo.
 
Uma canção pode ser muito mais que um simples som que foi ouvido e que se perdeu no tempo ou no arquivo da memória, como pode também ter um significado especial. No baú da minha memória musical trago vivo uma canção que é um pouco antes do “meu tempo”, mas cuja letra e melodia me fascinava desde então e que serviu de pretexto para dar coragem e me aproximar de uma linda garota, pois eu não pretendia nutrir uma paixão platônica por ela, mas conquistá-la de vez. 
 
Tudo começou no ano de 1977, ainda jovem trabalhava em uma empresa na Rua Cristiano Viana, no Bairro de Pinheiros, quando conheci uma bela criatura. Assim aquela menina, colega de trabalho, todas as vezes que se aproximava eu acionava a minha “vitrola mental” e disparava o disco com a música composta por Carlos Lyra e interpretada por Vinicius de Moraes, “Minha Namorada.”
 
Hoje, após tantos anos estamos juntos e devo um pouco dessa felicidade à canção que merece ser registrada e que com certeza deve ter servido de inspiração a milhões de corações apaixonados.
 
Leia, curta, inspire-se e entenda porque essa canção foi e é um hino para alguém muito importante em minha vida. Apaixone-se. Eleja uma canção e eternize o sentimento gostoso que é o de gostar de alguém.
 
“Se você quer ser minha namorada
Ah, que linda namorada
Você poderia ser
Se quiser ser somente minha
Exatamente essa coisinha, essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ser...
Você tem que me fazer um juramento
De só ter um pensamento
Ser só minha até morrer...
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarinho
Essas histórias de você
E de repente me fazer muito carinho
E chorar bem de mansinho
Sem ninguém saber porque...
E se mais do que minha namorada
Você quer ser minha amada
Minha amada, mas amada pra valer
Aquela amada pelo amor predestinada
Sem a qual a vida é nada
Sem a qual se quer morrer
Você tem que vir comigo em meu caminho
E talvez o meu caminho
Seja triste pra você...
Os seus olhos têm que ser só dos meus olhos
Os seus braços o meu ninho no silêncio de depois
E você tem que ser a estrela derradeira
Minha amiga e companheira
No infinito de nós dois.”
 
E-mail: samuel.leo@hotmail.com.br
Localização da história
Login

Você precisa estar logado para comentar esta história.

Antes de Escrever seu comentário, lembre-se:
A São Paulo Turismo não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Publicado em 08/01/2015

Linda história, linda can~]ao e sei que sua eterna namorada também continua linda, pois é maravilhoso envelhecer junbtos, não vemos o tempo passar pela gente.

Abraços.

Enviado por Julia Poggetti Fernandes Gil - gibajuba@yahoo.com.br
Publicado em 16/12/2014

Como é gostoso ter 18 anos, Samuel, gostaria de saber o que sei hoje e voltar a minha mocidade. E quem não quereria? Ainda está em tempo, com estas novas drogas que estão inventando, a possibilidade é muito grande. Até a maconha foi "recuperada" pelos puristas, por que não uma fonte da juventude? vamos aguardar... quem sabe! Parabéns, Samuel, sua crônica esta ótima.

Modesto

Enviado por Modesto Laruccia - modesto.laruccia@hotmail.com
Publicado em 15/12/2014

Quem de nós não tem uma melodia eterna que de vez em quando ascende em nossa memória...Eu tenho várias, e nos momentos de solidão me pego cantarolando alguma destas e me vejo de volta ao meu passado...

Enviado por Walquiria - walquiriarocha@yahoo.com.br
Publicado em 13/12/2014

\Samuel, você tem razão, acho que todos nós temos uma melodia que marcou um início de namoro e que até hoje nos acompanha, parabéns pelo seu texto.

Enviado por Nelinho - lt.ltesser@hotmail.com
Publicado em 13/12/2014

Que bom que vocês são eternos namorados.

Enviado por Marcos Aurélio Loureiro - marcoslur_ti@yahoo.com.br
Publicado em 13/12/2014

Samuel - A nossa turminha la do Tatuapé cada um tinha seu hino ( evidentemente uma musica que ao ouvi-la nos bailinhos de fundo que quintal saiamos para dançar). Sobre nossos hinos a história já está pronta para enviar ao SPMC. Importante saber que alem de nós você também teve seu hino; a letra é muito bonita. Abraços ...

Enviado por José Aureliano Oliveira - joseaurelianooliveira.aureliano@yahoo.com.br
Publicado em 12/12/2014

Que bonito, Samuel! Sensibilidade musical e afetiva que te garantiram uma união duradoura e, espero, muito feliz. Parabéns e muitas felicidades.

Enviado por Vera Moratta - vmoratta@terra.com.br
« Anterior 1 Próxima »